Guia do Sexo Anal Gostoso e Sem Dor – 9 Dicas

O sexo anal sempre foi cercado por um forte tabu. No entanto, milhões de pessoas, heteros e bissexuais, estão experimentando o sexo anal. O ânus é ricamente dotado de inúmeras terminações nervosas que estão interligadas aos principais músculos pélvicos, por ser o vizinho mais próximo dos órgãos genitais (que é a zona mais erógena do corpo).

Há trinta e cinco anos atrás, Kinsey afirmou que a região anal tinha um enorme significado erótico para, pelo menos, metade da população. Em uma pesquisa recente com 100.000 leitores da Playboy, 47% dos homens e 61% das mulheres admitiram ter experimentado o sexo anal. Cada vez mais as pessoas buscam dicas para conseguirem ter um sexo anal sem dor e com prazer para as duas pessoas.

No entanto, o tabu do sexo anal ainda inibe a maioria das pessoas de pensar, falar e aprender sobre as utilidades sexuais do ânus. Aqui estão as nove coisas que a maioria dos homens e mulheres ainda não sabem sobre sexo anal. Aproveite essas dicas para desfrutar de um sexo anal em dor, com muito mais prazer.

Há várias maneiras de se desfrutar do Sexo Anal além da penetração em si

Há muitas maneiras de se desfrutar o prazer anal eroticamente. As técnicas mais comuns incluem o toque na abertura anal com um dedo enquanto você masturba sua parceira(o) ou enquanto pratica o sexo oral nele.

Algumas pessoas gostam da sensação de um dedo – o seu próprio ou do parceiro – em sua entrada anal. Outros podem preferir a inserção de um dildo ou vibrador, que irá além da abertura anal. Muitos homens, inclusive heterossexuais, gostam dessa forma de penetração que vai mais além do que apenas um toque.

O sexo oral praticado no ânus é popularmente conhecido como anilingus ou beijo grego. A simples ideia chega a dar nojo em algumas pessoas, mas outros gostam (e são praticantes recorrentes) dessa prática.

Quando feita corretamente, a estimulação anal, incluindo a penetração, não é dolorosa

A crença de que a estimulação anal, principalmente a penetração, irá machucar, é um mito persistente e perigoso. O sexo anal sem dor é possível, basta você seguir algumas dicas importantes. Da mesma forma que qualquer dor em algum lugar do corpo indica que algo está errado, a dor na região anal quer dizer exatamente a mesma coisa. Com suas muitas concentrações de terminações nervosas, o ânus pode produzir muita dor quando é maltratado. No entanto, ele também pode ser uma fonte de grande prazer.

Quando um dedo, acessório ou pênis é introduzido no ânus, os músculos anais produzem espasmos, como se estivesse lutando contra uma invasão. A dor geralmente acontece quando o parceiro não espera o músculo relaxar para começar os movimentos de penetração.

Se for feito cautelosamente, o músculo começa a se acostumar e a dor, ou incomodo, começa a ir embora. Mas isso só irá acontecer se a pessoa já estava tendo prazer antes do processo de inserir algo no ânus.

Paciência, relaxamento físico e emocional, prazer e, principalmente, a confiança no parceiro, são os elementos necessários para que tudo ocorra da melhor maneira possível e você tenha um sexo anal sem dor e com prazer.

O sexo anal pode ser apreciado mesmo que já tenha sido desconfortável no passado

Apenas o desejo não garante que o sexo anal será algo agradável, sem dor. Infelizmente, uma experiência anterior desconfortável é, muitas vezes, o grande motivo do desinteresse e desconforto das mulheres em querer experimentar o sexo anal.

A tensão criada antes do sexo anal é um dos maiores motivos pelo qual as pessoas evitam praticar essa forma de sexo. Experimentem começar devagar, com uma boa massagem anal, para que a tensão comece a ser quebrada. É preciso se libertar do passado se você quer ter essa grande experiência.

Há mais de um músculo na região anal

Se você inserir um dedo até meia polegada do ânus, e pressionar a ponta do dedo na lateral, você poderá sentir claramente os dois músculos do esfíncter. Há menos de um quarto de polegada entre eles. O esfíncter externo é controlado pelo sistema nervoso central – assim como os músculos da mão, por exemplo. Você pode facilmente contrair e relaxar este esfíncter quando quiser.

Já o esfíncter interno é bastante diferente. Este músculo é controlado pela parte involuntária do sistema nervoso, que regula funções como batimentos cardíacos e resposta de estresse.

Assim, o esfíncter interno reflete e responde ao medo e a ansiedade durante o sexo anal. Ele fará com que o ânus fique tenso automaticamente, mesmo que o parceiro passivo esteja tentando relaxar. Dessa forma, as precauções com a segurança e conforto são essenciais aqui.

A estimulação anal oferece muitos tipos de prazer

A maior concentração de terminações nervosas do corpo é encontrada no orifício anal. Um dedo pode se concentrar nelas e ser muito eficaz para dar prazer. Quando um acessório, ou pênis, é inserido além da abertura anal, no reto, será possível sentir um prazer que só a estimulação anal é capaz de dar. Em outras palavras, longe de ser uma atividade que, na melhor das hipóteses não irá provocar dor, o sexo anal é algo que poderá lhe dar prazeres únicos e que só serão possíveis através dessa prática. Se não for um sexo anal gostoso é porque algo não está certo.

Nos homens, a próstata – que vai um pouco além da parede retal – alguns centímetros para dentro, em direção à frente do corpo – pode ser uma fonte de prazer quando massageado por um dedo, um objeto ou um pênis. Além disso, a extremidade inferior do pénis fica próximo a abertura anal e, geralmente, é estimulada indiretamente pela maioria dos tipos de sexo anal.

O prazer do sexo anal pode ser tanto psicológico como físico. O tabu anal aumenta a emoção do proibido. Jamais devemos esquecer o quanto as sensações psicológicas podem nos proporcionar enorme prazer físico.

Estimulação anal pode levar ao orgasmo

Apenas uma pequena minoria (tanto de homens como de mulheres) conseguem chegar ao orgasmo através da penetração anal. As mulheres que conseguem fazê-lo, o fazem através de contrações musculares pélvicas e, uma outra parte, o fazem devido a emoção e a fantasia de estar sendo penetrada analmente (que trata da emoção, como falávamos acima).

Nesse último caso, se trata de estar explorando um desejo e um cenário que pode ser, em si, muito prazeroso. Esse tipo de orgasmo se torna mais propício quando os participantes ficam completamente absorvidos em suas sensações e fantasias. É por isso que, uma das piores maneiras de se conseguir ter um orgasmo anal é querer muito ter um – colocando pressão em si mesmo(a) para conseguir.

Mas, no geral, o que acontece é que as mulheres acabam tendo um pouco das duas situações: Tanto das contrações musculares como do desenvolvimento emocional.

No caso dos homens, a estimulação anal pode trazer o orgasmo de uma maneira bem menos complicada, que é através da próstata.

Mas, em ambos os casos, o mais comum é buscar o orgasmo através da estimulação dos órgãos genitais somados ao ânus, que pode proporcionar um prazer incrível.

Existem diferentes regras higiênicas para o ânus e a vagina

Isso não é novidade mas, infelizmente, ainda é um dos erros mais comuns dos homens no sexo anal.

Primeiramente, o “reto” não é necessariamente reto, portanto, não pense que, da mesma forma que uma vagina, você pode simplesmente “colocar” algo lá e ficará tudo bem. É preciso ir sempre MUITO devagar para saber exatamente “onde” você está.

O reto não produz qualquer tipo de lubrificação e você não deve confundir isso com o muco que é produzido ali. Isso não irá facilitar a penetração. A melhor maneira de prosseguir para um sexo anal gostoso é com um lubrificante para facilitar o processo.

A principal função do reto, como todos sabemos, é o de eliminar as fezes do corpo, mas isso não significa que ele tenha relação com o armazenamento das fezes – a não ser, é claro, no momento antes de uma evacuação. No entanto, pequenas quantidades podem permanecer no reto, especialmente se as fezes não estavam bem formadas.  Para evitar isso, além da ducha, você também deve ter bastante “fibra” na sua dieta, pois ela evita que as fezes tenham pouca consistência.

Uma ducha anal, antes do ato sexual, irá ajudar algumas pessoas, especialmente as que só conseguem relaxar se tiverem certeza de que está tudo limpo.

Sexo anal não é necessariamente uma forma de dominação e submissão

Para algumas pessoas, a ideia de “dominação-submissão” é todo o combustível que precisam para fazer sexo anal, entretanto, não é correto manter isso em mente, como sendo uma regra.

A não ser que seja parte da sua fantasia, e que lhe dê prazer, não faça essa associação pois, muitas das vezes, ela reforça a ideia de que sexo anal dói mesmo e a única coisa a ser feita acerca disso é se acostumar com a dor.

Isso está longe da verdade!

Sexo Anal pode ser muito seguro e até trazer benefícios

Um dos maiores motivos pelo qual o sexo anal ainda é um tabu é pela afirmação da maioria dos médicos no mundo de que o sexo anal pode ser algo perigoso. Pois o fato é que se nenhum de vocês está disposto a tolerar a dor, nenhum dano poderá vir do sexo anal.

Os danos advindos do sexo anal, quando ocorrem, são devido a práticas forçadas, como quando alguém acha que deve continuar o ato só porque consegue aguentar muita dor (ou quando toma algum tipo de droga que a deixe meio fora de si para não sentir a dor).

Os demais danos geralmente estão relacionados a doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A maioria das DSTS podem ser passadas facilmente devido as micro lesões que o ânus sofre quando ocorre a penetração e quando o pênis é colocado no ânus e depois colocado na boca ou na vagina.

Por isso, sexo anal não deve ser algo de momento (a não ser que vocês já estejam acostumados a fazer sempre). Vocês precisam estar sempre com preservativos para evitar esses infortúnios. E, se quiserem penetrar em outra região, será preciso trocar o preservativo. Além disso, é claro que, em uma relação monogâmica, os riscos das DSTs serem transmitidas é reduzido.

Por fim, milhares de homens e mulheres com problemas anais crônicos restauraram sua saúde anal, desafiando as crenças negativas. Isso porque, todo o trabalho do sexo anal sem dor faz com que os músculos (e toda a região) do ânus sejam muito bem trabalhados.

Para encontrar mais dicas sobre como fazer um sexo anal gostoso e sobre todo o universo que envolve a sedução, o sexo e os relacionamentos continue a explorar o site. São centenas de artigos com dicas especiais sobre assuntos que, muitas vezes, você não tem com quem conversar.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

O que achou das dicas de sexo anal sem dor deste artigo? Qual é a sua dica para ter mais prazer? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (59 votos, média: 4,17 de 5)
Loading...

54 comentários

  1. eu adoro fazer sexo anal faco todos os dias nao doi meu anos relachou ele ficou mais aberto meu marido adora para mim tanto fais como na frente ou atrais nao sinto dor mesmo ja perdi as prega isso nao me comoda importante e eu sentir prazer o buraco do meu anos edo tanho de uma laranja grande meu mirodo vai a loucura

  2. Não gosto de dar o brioco. dei a primeira vez e foi muito bom. más não gosto mais, pq eu caguei no pinto do meu namorado, foi muito nojento, ele me largou #chatiada.

    • Kkkkkkkkkk besta foi elê ….vem que te quero haha

    • Natiele, foi tem que se preparar para fazer anal…sexo anal é aquele não casual, com hora e dia marcados.
      No dia vc toma bastante líquidos, e tem fazer uma boa higiene antes, mas é como diz a minha esposinha…sexo anal é pra viadinho…so os viadinhos sabem e gostam de dar o “brioco”. Eu gosto tanto de dar o meu que a minha esposinha fala que sou mais mulher do que ela rsrsrs
      [email protected]

  3. sobre a pauta : sexo anal para mim é minha paixão não posso ficar sem transar atrás tenho mais desejos no anus do que na vagina , comecei logo no inicio do meu casamento tive uns probleminha porque o meu maridinho não tinha experiências ele nunca tinha traçado o rabinho de uma mulher , como eu sou uma esposa ativa procurei ensinar a prática e aos poucos dentro de um mês eu já estava engolindo toda a pica dele por inteira lógico tomando todos os cuidados para não machucar o meu anus e nem a linda pica dele , bom pra finalizar agora já faz mais de dez anos que tenho relações atrás estou literalmente lasceada no anus e meu rabinho é o paraiso dele , o detalhe tenho um clitóris bem grande em forma de um mini pênys gozo igual a um macho esquicho meu leitinho bem longe e abundante , agora meu maridinho já tem uma pica longa 21cm não muito grossa com a cabeçinha em forma de cone o famoso abre caminho isso facilita e muito na hora da penetração , aos poucos posso ir contando as minhas transas calientes para os apreciadores dos prazeres da vida bjs esposa Tayla deixo meu email [email protected]

  4. Sexo anal não se pede para a parceira- o sexo anal deve ser conquistado.O anelzinho da parceira deve ser seduzido, com tratamento especial, com beijos, lambidas, passadas de dedo suave, para atiçar o tesão e ficar aquele desejo de ser penetrada.Daí vem a preparação, física e mental.Física depilando a área, fazendo lavagem interna, mental porque tem que confiar que o parceiro será paciente carinhoso e habilidoso para não te machucar.Não deve ser agressivo nem na hora de introduzir o pênis nem no momento de começar o vaivém.Sei cuidar de um cuzinho feminino com extremo zelo, principalmente se for virgem
    Se vc é uma mulher fogosa ou se for casal cujo marido sinta tesão em ver sua amada trasando com outro homem, me contate, pois sou homem de confiança, de excelente nível, cheiroso, saudável, sigiloso, respeitador, que deseja fazer sexo anal de forma prazerosa sem receio de ser machucada.
    Confie-me seu cu zero quilômetro que eu amaciarei com calma.
    [email protected]
    Contato inicial pelo e mail acima em referência.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*