Homem por Trás na Cama

9 Dicas Para um Sexo Anal Sem Dor e Com Muito Prazer

Ao seguir estas regras simples e bonitas, todas as suas aventuras para fazer um sexo anal sem dor ou uma masturbação serão bem sucedidas, saudáveis e felizes.

DICA: Conheça o livro “Anal Com Prazer: Segredos para adorar o sexo anal e enlouquecer seu parceiro” do programa Poderosa na Cama. Lá você vai aprender os detalhes da preparação, as ferramentas necessárias, as melhores posições e muito mais para ter e proporcionar ao seu parceiro total prazer no sexo anal. Se você quer uma coisa mais apimentada, conheça o curso Prazeres não Convencionais.

1. Qualquer brinquedo que vai para seu bumbum deve ter uma base alargada. Os seres humanos são seres estranhos e nosso reto leva aos nossos intestinos e, eventualmente, todo o caminho até nossas bocas. É possível “se perder” pelo seu bumbum, especialmente se você estiver usando um brinquedo que não é para o sexo anal, embora lembre que existem alguns brinquedos lá fora, que dizem ser para se usar analmente mas é preciso tomar um certo cuidado. Por isso, os com bases alargadas são os ideais.

2. Tudo o que se passa em seu bumbum deve ser flexível e não muito longo. Considere o pênis humano. Mesmo ereto, você pode espremê-lo e dobrá-lo um pouco e não tem mais de 20 centímetros. Ele segue as regras! E assim deve ser como qualquer outra coisa que vai lá. Um Plug Anal raramente tem mais do que cinco centímetros, mas se tiver, você tem que ter certeza de que é extremamente flexível e irá acompanhar as curvas naturais de seu cólon. Há brinquedos anais de metal e vidro por aí, mas alguns dos que eu vi foram há muito tempo e podem nem existir mais. Eu pessoalmente fico assustada com a ideia de algo tão difícil de ser colocado na minha bunda. Mas, se você está determinada a utilizá-los, vá devagar, verifique com você mesma para que se sinta bem, e faça sua pesquisa.

3. Lubrifique. Coloque tanto lubrificante até estar praticamente deslizando. O ânus não se auto-lubrifica como vaginas e as bocas fazem, então você precisa fazer isso para praticar tanto uma mastubação, quanto um sexo anal sem dor. É melhor colocar lubrificante nos dedos e brinquedos e, em seguida, inserir, em vez de tentar inserir o lubrificante no ânus, embora existam maneiras de fazer isso com seringas novas preenchidas com lubrificante feitos para isso. Sinta-se livre para aplicar e reaplicar lubrificante em todo o processo.

4. A tartaruga seria um parceiro muito bom para um sexo anal sem dor, porque ela é lenta, constante e, mesmo assim, vence a corrida. O sexo anal é melhor quando há muito tempo para relaxar os músculos lentamente e aumentar a largura.  De outra forma o músculo pode ficar tenso e acabará sendo doloroso. Então peça à lebre para diminuir o ritmo.

5. Comunicação é absolutamente fundamental para se conseguir experimentar o sexo anal sem dor. Nós, os seres humanos, podemos começar focando nas metas e, se temos em nossa mente que esta noite é a noite que um pênis entrará na nossa bunda, ou que vamos querer brinquedos específicos nela, podemos esquecer a observação de tensão ou dor.

Fazer isso não é prudente e vai nos deixar tensas outra vez, nunca ficando mais fácil e, na verdade, pode fazer todo o processo se tornar mais difícil. Nossos esfíncteres não têm metas além da diversão. E esse é o objetivo que nós precisamos ter em nossas mentes. Essa meta de prazer, combinado com uma comunicação aberta entre os parceiros vai ajudar a treinar os nossos bumbuns para relaxar quando tocado e “saber” que, se algo dói, a dor deve ser respeitada.

Ligado a isto, um fator que contribui para o sexo anal sem dor é a pessoa que é penetrada ter o controle absoluto. Se você diz para “desacelerar”, o ritmo deverá diminuir. O mesmo vale para “parar por um minuto”, “Eu preciso de mais lubrificante” ou “Ai sim, vai mais rápido!”

Mesmo que o seu joguinho sexy envolva fingir não ter controle, você sempre terá que ter uma palavra de segurança ou gesto para parar tudo. Danos reais podem acontecer forçando o tecido retal, e ninguém quer que isso aconteça.

6. Aumente a largura de brinquedos de acordo com que o seu bumbum necessitar. É melhor começar com brinquedos menores, apreciá-los por um tempo, curtir loucamente com eles, e depois passar para algo maior, se assim o desejarem.

Durante cada sessão de masturbação ou sexo anal você deve começar devagar e ir adiante – um dedo, depois dois, e assim por diante. Quanto mais confortável você ficar, menos tempo isso vai levar, mas é sempre um processo importante.

7. Falando de dedos e ânus, sempre mantenha as unhas curtas e limpas, tire as jóias (incluindo alianças de casamento) – luvas podem ser a melhor opção. Dessa forma, quando você estiver pronta, você pode apenas botar a luva e continuar com a ação e não ter que se levantar e lavar as mãos.

8. Nada, quero dizer, NADA vai do ânus para a vagina. Vagina para o ânus tudo bem, mas nunca o contrário, a menos que você troque os preservativos. Você pode penetrar analmente com um preservativo, sair, tirar o preservativo e substituí-lo por outro e ir para a vagina. As bactérias encontradas no ânus, quando colocados na vagina, podem causar algumas infecções muito desagradáveis, por isso sempre sigam esta regra, não importa o que você já viu em algum filme pornô aleatório.

9. Assim como Francis Bacon e o filme “Escola de Rock” nos ensinaram, conhecimento é poder, então continue lendo e pesquisando sobre as questões anais! Há livros para homens e livros para mulheres especificamente para fazer um sexo anal sem dor e eles valem o seu peso em ouro. Conhecimento experimental também é ótimo, e os brinquedos anais foram projetados para ser seguros e prazerosos. Então vá lá aprender mais sobre o seu ânus.


Você ainda não conseguiu encontrar uma forma com o seu parceiro de fazer um sexo anal sem dor e com prazer? O que achou dessas dicas acima? Comente abaixo a sua opinião sobre elas!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (174 votos, média: 4,15 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

VÍDEOS RELACIONADOS


publicidade

279 comentários

  1. Lógico que seria uma traição…
    Acho que vc tem que respeitar ela e o amor de vocês em primeiro lugar, o resto é resto. Se dói muito e é ruim pra ela, não dá e pronto… simples assim… você já tem sua esposa que é amiga, companheira e divide a vida dela com vc, só porque essa sua fantasia não é possível de se realizar com ela que vc pode traí-la e colocar tudo a perder, visto que se fosse algo que vc não fizesse vc não iria gostar de ela pagar outro homem pra fazer não é?!

  2. Quando comecei a fazer anal tinha somente 11 anos e a primeira vez foi um desastre, quase me fazendo desistir de vez, não fosse o tesão incontido que sempre senti no ânus. Aos 13 já fazia dupla penetração anal com bastante lubrificante e hoje aos 27 sou fã incondicional de um bom e demorado cubola rsrsrsrsrsr. 0 marido consegue por o braço quase até o cotovelo e me leva a loucura fazendo os movimentos de entra e sai me fazendo gozar numa intensidade indescritível, gritar, morder os travesseiros e chorar de tantos orgasmos fortes contínuos e intensos. Algumas amigas que não faziam, hoje tmb são fãs da prática e o melhor é que nos deixa bem mais larguinhas atrás, bem mais abertas bem mais receptivas a um bom anal duplo, ou dupla penetração anal. E ainda tem quem não goste, pode?

    • OIeee
      eu tb comecei a dar aos 11 anos….nossa eu ia fazer trabalho na cas dos meus amiguinhos e eles me comiam..meus irmao me comiam tb..a noite dormiamos no mesmo quarto.sempre gostei de dar..
      e sempre digo..ser viaidnho é uma deliciaaaa..eu adoroooo a mooo ser viaidnho..nao tem nada melhor ..mais gostoso…casei e hj to mais viadinho do que antes..a minha esposinha fala que sou mais m doque ela…

    • Quero uma como vc Fátima como faço??

  3. Quero vc Fátima que delícia oque vc faz

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*