Transar grávida

Pode-se Transar Grávida?

Essa é a grande dúvida de muitas mulheres que estão esperando um filho, afinal, pode-se transar grávida?

Durante a gravidez, é muito normal que a maioria das mulheres tenha dúvidas sobre suas relações sexuais. No entanto, isso não deve ser algo que as preocupe, já que existem respostas adequadas para todo tipo de pessoa. Veja agora as mais comuns:

É seguro transar grávida?

A maioria das mulheres geralmente tem uma gravidez normal, e por isso continua tendo relações sexuais até que a bolsa se rompe ou comecem as preparações do parto.

No entanto, é importante saber que existem algumas circunstâncias que podem mudar a sua atividade ou até mesmo ter que se abster do sexo. Para isso, é conveniente que consulte o seu médico de confiança, já que ele saberá se poderá desenvolver alguma complicação. Se tem alguma dúvida, pergunte.

Sexo durante a gravidez pode prejudicar o bebê?

Não, um bebê não pode ser prejudicado quando a mulher está grávida e tem relações sexuais com seu parceiro. O saco amniótico e os músculos do útero protegem, enquanto que o tampão do moco espesso que sela o colo do útero faz com que ele não contraia uma infecção.

Durante a relação sexual, o pênis não ultrapassa a vagina, por isso não atinge o bebê.

Manter relações sexuais pode provocar o parto?

Não, se você tiver uma gravidez normal com baixo nível de risco. A estimulação sexual ou o orgasmo não podem dar início ao parto ou a um aborto espontâneo. Embora o orgasmo possa causar ligeiras contrações uterinas, geralmente são temporárias e inofensivas.

O sexo será sentido de maneira diferente durante a gravidez?

Muitas mulheres relatam que a sensação de transar grávida é diferente. Algumas acham mais agradável, pelo menos às vezes, enquanto outras acham menos, seja mais próximo do momento do nascimento ou durante toda a gravidez.

O aumento do fluxo sanguíneo na área pélvica pode causar congestão nos órgãos genitais. Essa sensação pode resultar em um maior prazer durante o sexo. Você inclusive poderá ter um fluxo vaginal maior ou mais suavidade, o que também lhe proporcionaria um maior bem-estar.

Por outro lado, algumas mulheres não gostam e inclusive o congestionamento dos órgãos genitais pode provocar uma sensação de inchaço, algo não muito confortável.

Inclusive, poderia até sentir cólicas ou contrações abdominais suaves durante ou imediatamente depois da relação sexual ou do orgasmo.

Particularmente durante o primeiro trimestre você poderá sentir um formigamento no peito, já que ele está mais sensível ao contato. Algumas mulheres se excitam com esta sensibilidade tão alta, outras, pelo contrário (e algumas preferem que eles não toquem seus seios).

Deixe que o seu parceiro saiba o que você não gosta ou o que não te deixa tão à vontade, inclusive se é algo que ele costumava fazer e você gostava e agora não.

Considere outras atividades eróticas que podem trazer prazer mútuo, como por exemplo o sexo oral ou a masturbação. Experimentar e realizar ajustes é fundamental para que as relações sexuais sejam relaxantes e prazerosas para os dois.

Lembre-se de que, em um relacionamento sexual, o importante é o tipo de caminhada erótica: acariciar, beijar, apreciar cada centímetro da pele… e não a erótica do tipo finalista: focando apenas na relação sexual (pênis-vagina) e nada mais.

Você tem menos desejo sexual desde que engravidou. É normal?

Existe uma grande variedade de experiências individuais relacionadas ao desejo sexual durante a gravidez. Algumas mulheres têm a libido aumentada, enquanto outras ficam menos interessadas em sexo. Você pode sentir como se o seu apetite sexual flutuasse, talvez dependendo de como você está se sentindo fisicamente e emocionalmente.

Você pode se sentir cansada, temperamental ou com náuseas, especialmente no primeiro trimestre. Não é incomum se sentir sobrecarregada com as mudanças físicas e emocionais pelas quais você está passando. No entanto, uma vez que este estágio acabou, você provavelmente recuperará a sua libido usual.

A gravidez afetará o desejo sexual do seu parceiro?

A maioria dos parceiros acham a sua mulher grávida tão atraente como sempre achou ou até mesmo mais. No entanto, é importante ter em mente que o seu parceiro pode sofrer com ansiedade ou com o fato de se tornar pai, o que às vezes pode prejudicar o seu desejo sexual.

Normalmente, se o desejo diminui, é porque ele tem medo de machucar o bebê durante a relação sexual. Certamente ele também precisará de apoio e segurança, e nesse momento você deve estar lá para ele, assim como ele para você.

Em um casal, o cuidado de ambas as partes é essencial para prosperar em direção a um futuro em conjunto.

Quais são as posições sexuais mais confortáveis durante a gravidez?

Você poderá experimentar o desconforto de algumas posições sexuais à medida que o bebê cresce dentro de você. Então, encontrar uma posição sexual adequada às vezes pode ser mais um desafio crescente do que um prazer.

Por exemplo, a posição clássica papai e mamãe, com ele por cima, torna-se extremamente difícil à medida que a sua gravidez avança. Assim as melhores posições durante a gravidez são as que a mulher fica em cima ou ambos de lado e de costas, para que a barriga não interfira na relação sexual.

Assim, se você estiver passando por uma gravidez normal, sem riscos, a resposta é sim, você pode transar grávida, mas lembre-se de que diante de qualquer dúvida, o ideal é perguntar para o seu médico especialista.

Você e seu parceiro continuaram transando normalmente durante a gravidez? Como ficou sua libido? O que mudou? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*