Casal na cama

Por Que Manter a Frequência Sexual é Tão Importante em Casamentos Felizes

Manter uma frequência sexual intacta pode não soar como a coisa mais excitante do mundo, mas é crucial para a saúde do seu relacionamento.

Quando falamos em “manter a frequência sexual”, queremos dizer que é preciso fazer sexo só por fazer, mesmo que não sinta vontade de fazê-lo. Em termos mais simples, isso significa manter o sexo para garantir que ambas as pessoas no relacionamento estejam satisfeitas sexualmente.

Todos sabemos como acontece: Às vezes, seu parceiro quer transar e tudo o que você quer fazer é tirar o atraso da última temporada de Game of Thrones, ou finalmente assistir à nova temporada de Stranger Things. Nesses casos, o sexo pode soar como algo demorado e irritante. Em outros casos, você realmente pode estar a fim de transar com seu parceiro, enquanto ele parece sempre estar cansado ou estressado.

Nos relacionamentos longos, é importante ter relações sexuais mesmo que você ou ele não estejam necessariamente excitados. Porém, é preciso saber que esse tipo de sexo feito simplesmente para manter a frequência sexual não deve ser o único tipo de sexo que você está fazendo, é claro. Mas deve existir. E existem algumas razões para isso:

Sempre haverá duas unidades sexuais diferentes em um relacionamento

Haverá, inevitavelmente, momentos em um relacionamento em que um parceiro vai querer ter relações sexuais e o outro não. É raro que duas pessoas tenham movimentos sexuais correspondentes. Acontece ocasionalmente, mas por outro lado, espera-se que o seu parceiro sempre deseje a quantidade exata de sexo que você, certo?

Para compensar essa diferença, alguns compromissos precisam ser feitos. O parceiro com maior libido deve ter expectativas realistas, enquanto o parceiro com menor libido precisa fazer o mesmo. É aqui que a frequência sexual entra em jogo.

Nós somos alimentados com essa ideia de que só devemos fazer sexo quando estamos “com vontade”, e é assim que os casamentos insatisfeitos e sem sexo ocorrem. Se um dos lados do relacionamento não está “com disposição” e não pensa que precisa fazer algum esforço para tal, isso acaba fazendo com que o parceiro com maior libido se sinta envergonhado por querer fazer sexo. Isso deixa um parceiro sentir-se perseguido por sexo o tempo todo e o outro se sentindo patético por querer isso – e isso está longe de ser um relacionamento saudável.

É claro que você não deve ser obrigada a fazer sexo, e nem o seu parceiro, porém, é importante perceber que ambas as partes de um relacionamento devem fazer esforços vez ou outra para manter o outro saciado.

Você não vai se arrepender de fazer esse tipo de sexo

O sexo para manter a frequência tem um objetivo, que é manter ambas as partes de um relacionamento saciadas, e isso é perfeitamente normal. Quando você está em um relacionamento longo ou casamento, você não vai se arrepender de fazer algum esforço extra para fazer sexo. Se o seu parceiro realmente quer você e você apenas entra na dele, você vai se sentir melhor depois disso, e acredite, você pode perceber que na verdade é muito bom fazer sexo dessa maneira.

Obviamente, se esta é a única maneira de fazer sexo que você e seu parceiro vêm tendo, há um problema em seu relacionamento. Se você se sentir totalmente sexualmente insatisfeita ou se está sofrendo com uma época excepcionalmente prolongada de perda de libido, isso é uma questão separada e você deve abordá-la com seu terapeuta ou outro profissional de saúde.

Fazer esse tipo de sexo é como ir à academia: você pode não estar tão a fim de ir à academia, mas uma vez que você pensa sobre isso e começa a fazer os primeiros movimentos, você se sente ótima no final.

Você precisa se insinuar para o seu parceiro e vice-versa

Nos relacionamentos, você precisa se insinuar para o seu parceiro. Isso remonta a essa coisa de “vergonha”; nós pensamos que se uma pessoa não quer fazer sexo, não devemos fazer sexo.

Porém, às vezes você precisa se insinuar para o seu parceiro e se envolver com ele. Se você precisa de seu parceiro para fazer você se sentir desejada, ele ou ela deve estar disposto a fazer isso por você. O sexo é uma parte realmente importante de relacionamentos felizes.

Ambos os parceiros precisam estar dispostos a se mostrar um para o outro e fazer alguns esforços em relação a isso. Todas as pessoas em um relacionamento merecem se sentir sexy, seguras e felizes. Faça sexo e tenha o compromisso de continuar fazendo sexo mesmo enfrentando todas as mudanças, altos e baixos da vida.

Esse tipo de sexo cria mais intimidade

O sexo cria intimidade. O orgasmo libera oxitocina, o hormônio de ligação com as boas sensações em seu corpo. O sexo ajuda você a se sentir mais próxima do seu parceiro. É o ato físico mais íntimo que você e seu parceiro podem experimentar.

Sem ele, é fácil perder de vista a conexão entre vocês. Relacionamentos e uma vida sexual saudável são um trabalho constante. Por isso, é necessário que você e ele chequem a saúde e a temperatura do relacionamento de vocês regularmente.

Fazer sexo, sentir seu parceiro em cima de você, o cheiro de sua pele, traz você de volta a essa mentalidade amorosa. Não pule o sexo apenas porque você está cansada do trabalho e prefere assistir a televisão.

Ter relações de manutenção lembrará a ambos o que vocês querem dizer um ao outro, o que querem fazer um com o outro e por que estão juntos. Sempre aproveite para criar momentos de sexo no dia-a-dia do casal. Quanto mais sexo você fizer, mais feliz você será. Confie em nós.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

O que você achou dessa ideia de manter a frequência sexual no casamento? Acredita que o seu relacionamento precisa mesmo disso? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*