Os benefícios da masturbação

Os Benefícios da Masturbação: Mentes Onanistas, Corpos Maduros

A masturbação não é algo sujo, nem algo que não é natural, muito menos você precisa estar sozinha para fazê-la. Na verdade, é a melhor maneira de deixar a pessoa que você ama saber como o seu corpo funciona: o que decidimos “compartilhar” com essa ou aquela pessoa.

No início de 2014, o jornal espanhol ABC publicou um artigo intitulado de “como evitar a masturbação” em que incentivava os jovens a se prevenir contra a “erotização do ambiente atual” dando conselhos de como evitá-la.

O jornal dizia: “A masturbação não é boa nem necessária para a saúde”… Essas frases convidaram as pessoas a pensar que é algo difícil de fazer, ou seja, não se tocar pode realmente se tornar algo complicado, tendo em conta as ladainhas energéticas que eles lançaram.

Mas não se preocupe, tal qual já disseram vários estudiosos do assunto, você não irá encontrar nada prejudicial no autoerotismo por si só.

Há pessoas que acreditam que a masturbação é um problema porque depois que a fazem aparecem feridas na glande ou nos lábios vaginais, porque sentem mais prazer fazendo isso sozinho do que fazendo sexo com um parceiro, ou porque ela ocupa quase todo o tempo do seu dia.

Não, a masturbação não é o problema em nenhuma dessas circunstâncias. Parafraseando as mesmas situações: se fulano jogou futebol e machucou a sua perna, se prefere jogar futebol do que estar com a sua parceira, ou se não para de assistir futebol o dia todo, o problema é do futebol?

Assim como o futebol, o autoerotismo é mais saudável, mas a masturbação, ao contrário do futebol, é o mais natural nos seres humanos (e em muitos outros animais). E assim como inicialmente foi utilizado o futebol para parafrasear, agora será feito com as frases ditas pelo ABC com o intuito de proteger as pessoas da aberração onanística para dizer tudo aquilo que a masturbação contribuí para o ser humano. Preparada?

1. “Proteja-se da agressão comercial do erotismo ambiental”

  • A internet está cheia de conteúdo erótico e sexual de mau gosto. Você deve selecionar os sites que realmente oferecem material que te excite, seja lendo relatos eróticos ou vendo fotos e vídeos de qualidade (além de proteger o seu computador).
  • O erotismo das séries de televisão pode ser problemático. O conteúdo das cenas geralmente é leve e sua duração é muito curta. Tentar assisti-los com seu parceiro para dar continuidade ao momento pode ser uma ótima opção.
  • Um ambiente erótico sempre é saudável: tome coragem e pense em estratégias para se aproximar. Isto é, imagine, comunique e tome consciência dos seus desejos. A ideia é se proteger contra qualquer agressão à conexão entre seres humanos e encorajar atitudes que melhorem, assim como a masturbação: se não sabe dar prazer físico a si mesma, como quer que o seu parceiro adivinhe?

2. “Adote um estilo de vida saudável”

  • Mimar o seu corpo é outra forma de dizer que está fortalecendo a sua saúde e prevenindo patologias.
  • A higiene é importante para tudo em sua vida, e claro, também é importante na masturbação.
  • O esporte e a masturbação são coisas diferentes: podem ser combinados ou não, mas confundi-los e torná-los substitutos podem levar a futuras frustrações.

3. “Ocupe o seu tempo livre de forma construtiva”

  • A masturbação não tem que ser apenas uma descarga de adrenalina ou um momento que acalma o apetite sexual. Ela é a forma como você aprende a respeito de como o seu corpo responde a diferentes estímulos.
  • Nunca é demais lembrar que a excitação não vem apenas da massagem do clitóris ou do pênis. As pessoas têm bem mais zonas erógenas e centenas de situações eróticas!
  • O tempo livre também é preenchido com a leitura. E sim, há excelente literatura erótica disponível, além de blogs que lidam com várias questões sexuais – ou relacionadas ao sexo – que podem ser do seu interesse.

4. “Construa um grupo de amigos saudáveis”

  • Embora na maioria dos círculos de amigos predomine a frustração, você também tem voz para dizer o que quer falar e o que gostaria de ouvir. Independente de serem experiências boas ou ruins, analisá-las em um grupo será algo positivo. Se as mentes das pessoas funcionam distinguindo os termos do que acontece, como poderá entender o que você faz se não fala sobre isso?
  • Um grupo de amigos que fazem coisas em comum para evitar a masturbação pode ser considerado um grupo destrutivo com atividades que preencham um vazio vital: o sexo faz parte da vida das pessoas.

No campo sexual, há poucas coisas mais bonitas do que o fato do seu parceiro saber te masturbar. Quase com toda certeza, é a manifestação de um intenso afeto pelo qual ele se importou em aprender; saber como fazê-lo em cada momento (porque nem sempre é desejado da mesma maneira), e a razão fundamental pela qual a masturbação é o cerne da sinceridade em nossas vidas.

Você costuma se masturbar com frequência ou não vê essa prática com bons olhos? Você e seu parceiro masturbam-se um ao outro? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 3,60 de 5)
Loading...


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*