Orgasmo de mulher

O Que É o Orgasmo Cervical

Pouco se escuta falar sobre ele, é o menos popular de todos, embora muitos garantem que seja o mais prazeroso e transcendental de todos que se conhece, e como conhecimento não ocupa lugar, saiba agora o que é o orgasmo cervical.

O seu nome vem do colo do útero, a cérvix, que é a parte inferior deste órgão e que está conectada às partes superiores e inferiores do sistema reprodutivo feminino. Ele está localizado no fundo da vagina, é flexível e estreito. Tem aproximadamente 3 centímetros de comprimento e 2,5 centímetros de diâmetro.

Para alcançar o orgasmo cervical, deverá estimular, acariciar e massagear a cérvix.

Uma das chaves para descobrir esse ponto é a consciência e o conhecimento do próprio corpo, neste caso, o colo do útero, para poder dizer ao seu parceiro como chegar lá.

Para isso, é necessário uma penetração profunda antes de um pré-aquecimento na área. Escolher as posições sexuais adequadas é algo fundamental para este momento.

De acordo com alguns especialistas, a posição sexual adequada para experimentar esse orgasmo é a conhecida como “cachorrinho”, onde o homem deve penetrar a mulher por trás e esfregar o pênis de cima para baixo repetidamente, enquanto que ela permanece apoiada em seus joelhos. Assim, a penetração será mais intensa e acima de tudo profunda, o que torna mais fácil chegar ao colo do útero.

No livro “Orgasmo. Tudo o que você sempre quis saber mas nunca se atreveu a perguntar”, o orgasmo cervical da mulher é comparado com o orgasmo masculino que se chega através da próstata, que para alguns provoca uma sensação de prazer mais global e intensa do que sentem com a estimulação do pênis.

Um trabalho realizado pelo International Society for Sexual Medicine revela que o orgasmo produzido pela estimulação do colo do útero e pela vagina é fisiologicamente diferente do clímax induzido pelo clitóris.

A informação sensorial do clitóris é conduzida através do chamado nervo pudendo até a medula espinhal, para transmiti-la ao cérebro. A informação sensorial da vagina e do colo do útero é transmitida não só pelo nervo pudendo, mas também pelo nervo vago, hipogástrico e pélvico.

Uma das mulheres que mais promove essa alternativa para alcançar o prazer é Kim Anami, popularmente conhecida por levantar objetos de diferentes pesos com os músculos da vagina. Segundo ela, esta prática tem seu início na sexualidade Taoísta, desde a sua concepção até as diferentes posições sexuais que esta cultura milenar propõe. De fato, os taoístas consideram o orgasmo cervical como o melhor pico de prazer da mulher.

A sexóloga descreve o orgasmo cervical ou uterino como “o mais profundo e mais transcendental de todos, o que faz todo o corpo estremecer e cria um intenso relaxamento emocional, capaz de conciliar o lado mais físico do orgasmo clitoriano e emocional do ponto G”. Ela ainda afirma que essa sensação pode durar vários dias.

Seguindo a linha do taoísmo, alcançar o clímax requer dedicação, estimulação e consciência do ato sexual, e o mesmo é aplicável à busca de um orgasmo cervical, mas, fundamentalmente, aqueles que o praticam devem ser capazes de desenvolver a capacidade de sentir todas as partes do corpo e compreendê-lo como um sistema completo entre a mente e o físico.

Enquanto algumas mulheres optam pela estimulação na vagina, no clitóris ou no colo do útero, pode ser um bom momento para escolher duas ou todas as três opções ao mesmo tempo e atingir os orgasmos mais intensos, prolongados e profundos que se pode imaginar.

Experimente o orgasmo cervical e sinta um prazer inesquecível.

Você sabia que existiam diferentes tipos de orgasmo, incluindo o orgasmo cervical? Acredita que conseguiria atingi-lo? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*