Crianças brincando

Conselhos Para Evitar Que Seu Filho Seja Preconceituoso e Machista

O psicólogo de Harvard Richard Weissbourd, realizou um estudo sobre o desvio de gênero entre os adolescentes e os resultados foram surpreendentes.

Devido a isso, um dos líderes do projeto “Making Caring Common”, apresentou propostas para evitar comportamentos que promovam clichês do gênero, evitando assim que as crianças cresçam com preconceitos sexistas.

O pesquisador também descobriu que inclusive os pais de família, sem se dar conta, têm certos comportamentos que acabam promovendo esses “clichês de gênero” consequentemente preconceituosos.

Aqui você verá os 5 conselhos para evitar que o seu filho seja preconceituoso e machista de acordo com Weissbourd, e que podem contribuir para diminuir este fenômeno que afeta principalmente as mulheres.

1. Verifique os seus próprios preconceitos

O primeiro passo para fazer uma mudança real, é reconhecer os seus próprios pensamentos estereotipados, e isso só acontece quando a pessoa presta atenção em sua própria linguagem e mente.

Se tiver consciência dos seus preconceitos, essa é a maneira ideal de deixar eles irem embora. Seus amigos e familiares podem lhe ajudar a encontrar os preconceitos que tem “inconscientemente”.

2. Comprometa-se para que a sua casa seja um lugar sem preconceitos

As crianças são submetidas a todo tipo de comportamentos estereotipados durante sua infância, contudo, essa é a melhor idade para tentar minimizá-los.

Os relacionamentos sólidos, baseados na confiança e autoestima, são importantes para evitar os preconceitos.

A brincadeira é uma via eficiente para mudar os estereótipos: você pode propor a um menino a possibilidade de se imaginar como um cozinheiro ou um coreógrafo e a uma menina a ideia de ser prefeita ou diretora de uma empresa.

3. Ajude seus filhos a romper com os estereótipos

As crianças aprendem naturalmente com os adultos, e a sua atitude é a chave para que elas sigam um caminho ou outro.

É importante perguntar a seus filhos o que eles pensam a respeito de determinadas situações, inclusive se poderiam fazer uma lista juntos dos preconceitos, assim quando um menino ou menina expressar ideias preconceituosas, é útil fazer com que ele ou ela perceba que estão sendo preconceituosos.

4. Evite dizer coisas como “isso é coisa de menino”

Você tem que evitar propagar ideias de que os meninos devem ser fortes, que essa atitude mais rude e agressiva de um menino é própria do seu gênero.

É importante permitir que os meninos possam expressar suas vulnerabilidades, debilidades e medos. Mesmo que em sua casa não tenha meninas, os pais devem ensiná-los a defender as mulheres, apoiar seus direitos e serem socialmente responsáveis.

5. Construa liderança e confiança para as meninas

Muitas meninas têm preconceito sobre a sua própria capacidade de liderança, e para acabar com esses estereótipos, você pode mostrar para as meninas os exemplos de mulheres que lideraram e lideram em diferentes âmbitos.

Também é importante oferecê-las ferramentas, como encorajá-las para que falem em público, permitir que expressem seus medos e debilidades junto com soluções para seus pontos fracos, para que assim aumentem sua autoestima e confiança.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você acredita que consegue educar seus filhos desde o início para não serem pessoas preconceituosas no futuro? Como foi a sua educação em relação a isso? Comente abaixo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*