Confirmado: Os Anticoncepcionais Não Afetam o Desejo Sexual

As pílulas anticoncepcionais são um dos métodos mais populares de contracepção entre as mulheres em idade reprodutiva. No entanto, a crença comum afirma que a pílula diminui o desejo sexual delas e as evidências científicas que sustentam ou negam essa crença foram inconclusivas ou até contraditórias.

Agora, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Kentuck e da Universidade de Indiana, ambas dos Estados Unidos, liderada pelo especialista Kristen Mark, propôs examinar o impacto real do uso de anticoncepcionais hormonais orais sobre o desejo sexual feminino.

Para isso, os pesquisadores realizaram dois estudos separados. Ambos investigaram o impacto de diferentes tipos de contraceptivos sobre o desejo sexual em mulheres e examinaram o desejo sexual em homens que se relacionavam com mulheres que usavam anticoncepcionais.

O primeiro estudo analisou de que maneira o uso de contraceptivos afetou os casais heterossexuais em relações de curto, médio ou longo prazo, enquanto o segundo pesquisou esse impacto exclusivamente em relacionamentos de longo prazo.

Usando o Inventário de Desejos Sexuais (um questionário para medir o desejo sexual em termos cognitivos e não comportamentais), os pesquisadores inspecionaram mais de 900 participantes dos dois tipos de desejo sexual: solitário e diádico.

O desejo diádico refere-se ao desejo de participar de uma atividade sexual com outra pessoa e ao desejo de compartilhar a intimidade; o desejo solitário descreve a libido que uma pessoa tem por si mesma.

Os anticoncepcionais foram classificados como hormonais orais, hormonais e não hormonais. Os resultados mostraram que tipo de contraceptivo utilizado afetou significativamente o desejo sexual solitário.

As mulheres que usaram anticoncepcionais não hormonais relataram maior libido em relação às mulheres que usaram contraceptivos hormonais. No entanto, as mulheres que usaram contraceptivos orais hormonais apresentaram maiores níveis de desejo sexual diádico do que as mulheres que utilizavam contraceptivos hormonais.

Porém, ao analisar fatores contextuais como a duração da relação e a idade, as diferenças eram mais significativas. Isso sugere que o contexto da relação tem um impacto muito mais significativo sobre o desejo sexual do que o tipo de contraceptivo utilizado.

Além disso, ao examinar os resultados por casais, não observaram nenhuma associação entre o tipo de anticonceptivo utilizado e o desejo sexual tanto diádico como solitário em homens e mulheres.

“Às vezes as mulheres procuram algo para explicar as mudanças em seu desejo sexual e a mensagem de que as pílulas hormonais diminuem o desejo é realmente algo frequente. Nossas descobertas são claras: a pílula não mata o desejo. Esta pesquisa ajuda a acabar com esses mitos, e com sorte, a se livrar desse mito cultural muito comum em nossa sociedade”, afirma Kristen Mark, líder da pesquisa.

Os resultados desta pesquisa que comprovam que os anticoncepcionais não afetam o desejo sexual foram publicados na revista científica Journal of Sexual Medicine.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você costuma tomar algum tipo de anticoncepcional? Acredita que isso atrapalha a sua libido ou não? Preferia não precisar tomar? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*