conversa

Como Ser Uma Mulher Boa de Papo – 10 Dicas

Qualquer um que já se viu em uma festa de casamento ou um coquetel discutindo a chuva sabe que conversas genéricas não são tão fáceis como parecem. Pelo contrário, conversar com estranhos pode parece esquisito, formal demais e até doloroso. Mas há uma arte que pode ser aprimorada. Uma grande regra para ser uma mulher boa de papo é que você não tem que ser brilhante, apenas gentil. Se você começar com comentários simples e até óbvios, isso facilita para continuar. Aqui estão dez regras, reunidas a partir de especialistas em comunicação e mulheres cujos empregos requerem que elas compareçam a festas, para ser uma mulher boa de papo, navegando pelas conversas genéricas com estilo e graça.

1. Faça a Lição de Casa

Se suas habilidades de conversação são reconhecidamente ruins, um pouco de preparação pode ser necessária. Por exemplo, enquanto dirige-se até uma festa, tente pensar em duas ou três coisas sobre as quais falar caso a conversa acabe. Se já encontrou o anfitrião antes, tento se lembrar de coisas sobre ele, como sua paixão por comida japonesa ou uma caridade em que estejamos envolvidos.

Pense nos convidados principais e o que eu pode acrescentar ao elemento deles. Para manter sua conversação sempre atualizada, uma mulher boa de papo nunca deve se esquecer de dar uma olhada nas manchetes dos jornais e em críticas de livros.

[sc:artigos_relacionados]

2. Cumprimente as Pessoas Adequadamente

Beijar ou não beijar? A questão é tão universal (e para algumas pessoas, inquietante) que Hamlet poderia ter perguntado isso. Geralmente, um aperto de mãos firme é uma aposta segura e neutra. Em ocasiões sociais onde os rostos são mais familiares, as regras se suavizam. Se alguém é seu amigo, beije-o, e se alguém te cumprimenta assim, responda de acordo. Se você beijou alguém antes, lembre-se de fazer isso de novo, ou ele se sentirá rejeitado. E se você estiver cumprimentando um casal, beije os dois, ou parecerá que você escolheu um favorito.

3. Lembrar Nomes

Apresentações tendem a passar muito rápido, com as duas partes rapidamente dizendo nomes e tomando goles de vinho. Como resultado, ninguém se lembra quem é quem. A solução: desacelere e permaneça presente. Repita sempre um nome uma vez ou duas depois de ouvi-lo.

Se alguém tem um nome incomum, tire um tempo para aprendê-lo. Não siga em frente, diga ‘desculpe, deixe-me tentar falar. Eu falei certo?’ ” Da mesma forma, se alguém murmura, diga “Você pode repetir seu nome?” E quando falar seu nome, fale claramente.
 
Se você esquecer um nome, discretamente pergunte a uma Terceira pessoa, ou tente ouvi-lo em uma conversa. Se tudo falhar, diga a verdade. Não entre em pânico e não se sinta mal, apenas diga ‘Eu não acredito. Me deu um branco.’ É uma coisa tão normal e humana que a maioria das pessoas vai entender.

4. Não Seja Curta e Grossa

Comete a conversa fornecendo ao outro algo com que ele possa trabalhar na conversa. Mas não o deixe trabalhar sozinho. Por exemplo, se for perguntada o que você faz da vida, não dê apenas uma resposta curta. Force a pessoa a fazer mais perguntas. Enfeite a sua resposta, aumente uma ou duas frases demonstrando estar bem interessada no assunto. Desta forma, cada vez mais a pessoa com quem você está conversando saberá um pouco mais da sua vida.

5. Escute e Saiba Mais Sobre a Outra Pessoa

As pessoas adoram falar sobre suas vidas, uma mulher boa de papo é também uma boa ouvinte. Se vocês estiverem em um restaurante, pergunte qual o prato preferido do outro. Se estiverem em uma exibição artística, pergunte sua preferida. É sempre bom perguntar o que o outro faz profissionalmente. As perguntas não precisam ser extremamente específicas, você pode também fazê-las superficialmente, só para puxar assunto. Por exemplo, perguntas e elogios sobre a roupa ou uma joia da outra pessoa. Isso pode abrir uma série de outros assuntos.

6. Quando em Dúvida, Procure Algo em Comum

Pode soar um, mas funciona. É algo que você compartilha. Se você comenta sobre a boa música ou os arranjos de flores pela festa, e a outra pessoa concorda com você, isso significa que ela está apta a conversar com você. Uma dica a prova de falhas é a velha conhecida: “Como você conhece o dono da festa?”.

7. Reviva uma Conversa

Não crie pânico quando a conversa estiver em silêncio. O silêncio nunca dura tanto quanto você pensa que vai durar. Lembre-se que quando você diz algo, a pessoa precisa processá-lo. Pense no silêncio apenas como uma transição, às vezes ele é apropriado. Se você sentir que a pessoa está morrendo de vontade para sair, deixe a oportunidade. Se não, leve a conversa a outro rumo.

8. Apresente as Pessoas a Outras

A verdadeira marca de uma mulher boa de papo é a habilidade de apresentar pessoas e construir amizades com facilidade. Ao fazer isso, ofereça um pouco de informação sobre cada pessoa, ou um interesse que você sabe que ambos têm em comum, facilitando a conversa. Tente ser verdadeira e sincera, demonstrando a importância de ambos, e fale seus nomes vagarosamente. Apresente a família de cada um e fale alguma curiosidade sobre sua vida.

As coisas podem complicar bastante se você esquece um dos nomes. Nesse caso, mencione o nome de um e gesticule em direção ao outro. Essa pessoa perceberá sua situação e te ajudará, apresentando-se. Você também pode dizer o nome da pessoa que você lembra, e falar “Vou deixar que vocês se introduzam”.

9. Fuja de Situações Desagradáveis

Para todo grupo de pessoas que você conhece em uma festa, sempre há alguns tipos desagradáveis. O tipo 1 é aquela pessoa que você já encontrou em diversas ocasiões mas age como se vocês nunca tiveram se visto antes. Não é legal fazer joguinhos, portanto mostre que você realmente já o percebeu antes. “Você pode não lembrar, mas nos já nos encontramos numa social de um amigo nosso ano passado”.

O segundo tipo invade o seu círculo de espaço pessoal. Não diga nada, apenas dê meia volta. Se ele te bota contra a parede, manobre. Se ele te seguir, extenda o seu braço para mostrar a distância permitida.

O terceiro tipo não vai parar de falar sobre si mesmo e não te faz uma única pergunta. Se alguém foi muito egocêntrico, saia desta conversa gentilmente, do jeito que uma mulher boa de papo sabe fazer elegantemente. E isso nos leva ao item 10…

10. Faça uma Boa Despedida

Use a expressão “Eu preciso…”. Eu preciso pegar uma comida, não comi nada o dia inteiro. Preciso conversar com um cliente lá fora. Preciso me encontrar com um amigo que está chegando… Pegar mais um drink, ir ao banheiro e encontrar o amigo que chegou agora são as melhores saídas.

Se você conseguir dizer algo sobre a conversa que significou algo pra você, mostra que você não está indo embora por estar entediada. Diga que gostou da conversa e que gostaria de falar mais sobre este assunto mais tarde.

Para outras situações, você pode precisar usar sinais de socorro para amigos próximos te tirarem da conversa. O melhor é pedir para sua amiga mais próxima começar a dançar com você. Até porque, se você estiver numa festa, outros estarão dançando próximos a você também.
[sc:poder-na-conquista-depois-artigo]

Você se considera uma mulher boa de papo? Quais são as suas maiores dificuldades ao conversar com estranhos? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 3,67 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *