Sadomaso

Como Falar com seu Parceiro sobre Tentar Sadomasoquismo

Pensando em levar um pouco de sadomasoquismo para a cama? Você tem estado cada dia mais curiosa sobre o assunto e gostaria de tentar? Está tentando descobrir como conversar com seu marido ou namorado?

O sadomasoquismo não é apenas para aquelas pessoas que têm um gosto muito peculiar ou que frequentam clubes sexuais. O sadomasoquismo está se tornando muito popular (obrigada, 50 tons de cinza), e trata-se de explorar seus limites e níveis de controle, e não chega nem perto a algo como tortura ou humilhações.

Essas práticas (como dominação, sadismo, disciplina, masoquismo, entre outras) precisam de um casal que possua confiança e respeito entre si, e quais casais serão melhores nisso, senão os casais felizes?

Nós não estamos dizendo que você precisa derramar cera de vela quente em seu parceiro e queimar sua pele (caso não seja isso que você queira), mas quem disse que uma pequena algema e algumas brincadeiras com vendas não podem ser divertidas?

O sadomasoquismo é incrível para casais, mas ninguém quer ser julgado, então por isso você e seu parceiro devem estar abertos aos desejos um do outro e ao fato de que talvez o outro esteja louco para experimentar algumas experiências sexuais extras. Apenas lembre-se, seu parceiro ama você incondicionalmente e se você quiser tentar algo novo, temos certeza de que ele estará aberto para discutir isso. Aqui vão algumas dicas sobre como começar essa conversa:

Concentre-se na confiança

Você não vai deixar um homem aleatório da sua aula de spinning amarrar você e brincar com os seus mamilos usando uma pena, certo? Então, nada melhor do que fazer essas coisas com alguém que você conhece e que sabe que nunca machucaria você.

Em vez de sentar o seu parceiro e dizer que você quer fazer a sua própria Sala Vermelha no maior estilo 50 tons de cinza, concentre a conversa na confiança que esse tipo de cena envolve. Não se trata de assustar o seu parceiro ou empurrá-lo para experiências sexuais com as quais ele não está confortável, trata-se de uma jornada que vocês estarão dispostos a viver juntos, e que pode ser muito excitante, nova e prazerosa. O sadomasoquismo não é uma coisa obscura e aterrorizadora, mas é uma bela expressão de liberdade sexual.

Faça com que vocês vivam uma fantasia juntos

Diga a seu marido o quão sexy seria se um de vocês estivessem amarrados enquanto vocês estão fazendo sexo, comente sobre isso em um momento quente. Mas lembre-se de que, obviamente, isso é algo que você realmente está interessada em tentar, no entanto, você deve se lembrar de que essa experiência não é apenas sobre você, mas é uma experiência para ser vivida junto com seu parceiro.

Quando você resolver ter essa conversa sobre tentar o sadomasoquismo, fale sobre vocês dois, afinal, isso é algo que vocês estarão tentando juntos. Vocês são partes completamente iguais no relacionamento e ambos querem que o outro tenha uma experiência positiva. Quando você fala menos sobre “você” e mais sobre “vocês”, seu marido ficará mais animado para embarcar nessa ideia.

Comece devagar e simples

Você não precisa de um chicote e um espartilho de couro, uma cadeira especial ou outro acessório muito diferente para começar. Com o sadomasoquismo, você também pode começar devagar e com coisas simples até trabalhar o jogo de vocês, deixando-o mais intenso gradualmente. Seu parceiro pode nunca ter pensado em fazer algo assim e tudo pode ser muito novo para ele – então, exatamente por isso, você não precisa correr e fazer algo muito diferente, com o risco de que ele não queira tentar novamente.

Em caso de dúvida, pegue algumas algemas básicas de velcro e use uma camisa leve como uma venda nos olhos. Você não precisa comprar qualquer equipamento intenso e caro, e você não precisa construir uma masmorra no seu quarto. Você pode usar coisas de toda a sua casa; pense em uma gravata como uma corda, uma colher de madeira como uma palmatória ou um cubo de gelo para provocar mamilos.

Você pode até experimentar algumas palmadas. Sinta-se à vontade para tentar coisas mais sexy e mais sujas, apenas certifique-se de que você está pronta para esse passo.

Discuta os limites antes da ação

Outra coisa importante a ser abordada é o seu limite. Não fique assustada com os limites das palavras, e lembre-se de que o sadomasoquismo não é tão assustador quanto você pensa. Trata-se de abrir as linhas de comunicação e mapear claramente a experiência sadomasoquista e sexy que tanto você quanto seu marido desejam.

Se você quiser tentar uma reprodução anal, mas seu parceiro não está de acordo com isso, você precisa saber de antemão. Se ele quer te dar algumas palmadas mais fortes e você não está de acordo com isso, você tem a oportunidade de deixar isso claro. No sadomasoquismo, você vai lidar com a possibilidade de atravessar uma linha que você não quer se você não entender expressamente o que cada um de vocês quer dessa experiência, então é sempre necessário conversar e respeitar seu parceiro.

O sadomasoquismo é uma maneira surpreendentemente fácil de desenvolver suas habilidades de comunicação com seu parceiro, porque quando se trata de incursões sexuais fora da sua experiência diária, você não tem escolha senão falar sobre isso.

Sempre tenha uma palavra de segurança

Não se esqueça de escolher uma palavra segura (algo que você pode dizer quando ficar muito incomodada com alguma coisa e quiser que isso pare). Isso permite que você ou seu parceiro saibam que o limite chegou e que você gostaria que ele parasse o que estava fazendo. Mais uma vez, trata-se de comunicação.

Escolha algo que não tenha uma conotação sexual. Em uma cena que envolve algum masoquismo, ou se você estiver desempenhando personagens, a palavra “não” pode ser uma palavra que você vai usar durante a ação, mas que não quer dizer que você quer que pare, por isso é importante que você escolha algo neutro e aleatório como “bolo” ou “barco”.

Lembre-se: você quer experimentar o sadomasoquismo porque parece divertido

No final do dia, essa experiência deve ser divertida. Ninguém quer se afastar, se sentir estranho ou desconfortável. O sadomasoquismo não se trata de machucar seu parceiro ou se machucar. Trata-se de abrir portas para novas fronteiras de exploração sexual.

Com o sadomasoquismo, você tem a chance de ser alguém que não é e fazer coisas que você pode não tentar de outra forma. Está certo rir e está certo ser boba. Divirta-se!

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já sentiu curiosidade de experimentar o sadomasoquismo? O que pensa sobre essa forma de sexo? Você conhece a opinião do seu parceiro? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*