Mulher escrevendo carta

Vale a Pena Mandar uma Carta Para o Ex-Namorado? O Que Escrever?

Superar um término de namoro nem sempre é fácil, e na verdade, na maior parte das vezes pode ser bem doloroso. É comum as mulheres ficarem refletindo bastante sobre o ex-namorado, com memórias do que viveram juntos, mágoas do que passaram ou que ficaram marcadas, palavras dolorosas que foram ditas um ao outro ou até mesmo frases não ditas que deveriam ser ditas.

Enfim, seja o que for que estiver passando pela sua cabeça, sabemos que não se deve guardar nada que nos faz mal, por isso, se você simplesmente não conseguir dormir ou ficar tranquila, você precisa desabafar. Se nem conversando com amigas, família ou até mesmo com seu cachorro você conseguir se sentir melhor, talvez a melhor coisa que você deva fazer é mandar uma carta para o ex-namorado.

Por que isso pode ser bom?

Muitas mulheres relutam em fazer isso, pois não querem dar o braço a torcer ou mostrar que, de certa forma, ainda pensa nele, mas deve-se deixar o orgulho de lado e pensar no seu bem próprio. Com certeza, ao escrever tudo que você precisa numa carta para o ex-namorado você sentirá um peso enorme saindo das suas costas e apenas assim você conseguirá seguir em frente com a sua vida desapegada de sentimentos passados e com feridas completamente cicatrizadas.

Além disso, você pode acabar descobrindo depois que ele também se encontrava na mesma situação e ao te ver tomando a iniciativa vocês podem seguir o curso de suas vidas de forma mais leve e desimpedida.

Meio de comunicação

A carta pode ser a melhor forma de se comunicar. Apesar de o meio digital predominar, ligar para ele pode ser mais difícil para você, assim como mandar um e-mail pode ser formal demais para aquilo que você está tentando passar.

Portanto, mandar uma carta para o ex-namorado pode ser a melhor forma de você se expressar e uma maneira mais intimista e informal de estabelecer um contato. Aliás, nada substitui um papel e a sua escrita. É através dela que as emoções são repassadas ao leitor, por isso a carta é um meio de comunicação convencional, mas que ainda surte muito efeito e, neste caso, talvez seja a forma mais verdadeira de se comunicar. Porém, se preferir mandar um e-mail pela facilidade, você também pode fazê-lo. Apenas certifique-se de ter o endereço de e-mail correto ou o endereço da casa atualizada, no caso da carta física.

Melhor ocasião

Ao terminar um relacionamento, as mulheres podem querer se abrir o quanto antes, principalmente se tiverem com a sensação de que faltou dizer algo muito importante, etc. O problema é que, se não disse na hora que deveria, pode ser que o timing tenha passado.

Dizer qualquer coisa agora, nessa fase recente de pós-término, só pode vir a piorar as coisas. Se ele ainda estiver se refazendo e juntando os pedaços para se reconstruir, você pode interferir de forma negativa com uma carta. O ideal, portanto, é dar tempo ao tempo, esperar para que ele e você amadureçam e aceitem a ideia do término. Digerir tudo que vocês viveram e a situação que levaram vocês a esse fim é fundamental. A pessoa precisa de um momento mais introspectivo para enxergar com clareza tudo por conta própria, sem precisar de seu auxílio.

Não despeje mágoas

Uma das razões também de não enviar uma carta para o ex-namorado logo após o término está ligada ao fato de que você provavelmente ainda guarda alguma mágoa, principalmente se foi ele que terminou ou te feriu de alguma maneira, traindo sua confiança ou não atendendo às suas expectativas mais íntimas. Seja lá o que for, é comum as mulheres guardarem rancor e se sentirem tendenciosas a escrever cartas carregadas de ódio, cuspindo acusações e culpa e derramando lágrimas de sangue. Pare já com isso!

O intuito de enviar uma carta para o ex-namorado não é para piorar ainda mais a situação de vocês e fazer com que cada um se afaste ainda mais um do outro e guardem péssimas memórias. É comum vermos pessoas vivendo no arrependimento por terem ditos palavras dolorosas que simplesmente não podem voltar atrás. As palavras têm muito poder, tanto de curar quanto de ferir profundamente, e uma palavra mal dita ou rancorosa pode interferir na vida dos dois, além de comprometer uma possível amizade entre vocês.

Se for preciso, escreva tudo que está pensando e sentindo em um diário, mas não envie para o seu ex. Com o passar das semanas e meses, você verá que mudará de ideia sobre o que pensa em muitas coisas e sente e ficará grata por não ter metido os pés pelas mãos.

Hora certa

Ao se sentir realmente amadurecida e mais leve sobre tudo que viveram, essa é a hora de enviar a carta. Procure mostrar que se interessa por ele, se preocupa com seu bem estar. Comece a carta perguntando como ele está, mas não aquele “oi, tudo bem?” automático. Faça perguntas específicas sobre o trabalho dele, a família, sobre o que ele tem feito. Mostre-se curiosa e interessada em saber da vida dele. Diga que sente a falta dele, pois ele sempre foi um ótimo ouvinte e companhia para você.

Você pode citar aspectos pontuais de coisas que viveram juntos para desanuviar a tensão da carta, faça isso apenas para quebrar o gelo, portanto cuidado com as memórias que você expuser, pois pode passar a mensagem errada de que você quer voltar (se este não for o caso).

Conte um pouco sobre você, mesmo sem esperar pergunta. Diga como está sua vida, o que tem feito, evite dizer sobre novos relacionamentos e pessoas que vêm conhecendo, isso pode não ser legal se ele ainda tiver algum sentimento por você e só pode piorar as coisas para ele. Depois de criar esse clima amigável, diga tudo que precisa dizer sobre a relação que tiveram, ressaltando os aspectos positivos.

Culpa ou submissão

Um dos maiores erros ao enviar uma carta para o ex-namorado é culpá-lo por tudo de ruim que vocês tiveram. Como disse, se for para despejar ódio na outra pessoa é melhor guardar para você. Fazer mal aos outros, no caso fazer mal ao seu ex-namorado, não te fará sentir melhor, pelo contrário. A não ser que você tenha um lado vingativo e maquiavélico aflorado, por isso, evite falar ou julgá-lo pelas suas decisões, ações e escolhas.

Assim como culpá-lo é uma péssima ideia, evite também ser submissa dizendo que tudo é culpa sua, implorando o perdão dele ou pedindo para voltar. Uma pessoa deve querer ficar com você por conta própria e não através de convencimento ou pena, por isso, não se submeta a isso. Se ele tivesse o mesmo interesse que você, provavelmente ele já teria entrado em contato ou procurado saber de você, certo? Não se humilhe, nem coloque a sua autoestima nas mãos de outra pessoa, isso nunca pode acabar bem.

Não espere resposta

Enviar uma carta para o ex-namorado deve ser uma decisão e, de certa forma, uma cura ou terapia para você mesma. Saber que o seu ex recebeu e leu o conteúdo deve bastar para você conseguir seguir com a sua vida, por isso, não espere resposta, pois na maior parte das vezes eles não irão responder. Não se frustre ou se ofenda se não obtiver resposta. Envie a carta sem esperar nada em troca, mas, se vier, você pode se sentir surpreendida positivamente. Lembre-se, o perdão é um processo que deve partir de você e para seu próprio bem, apenas assim você poderá ser feliz novamente.

Você já penso em enviar uma cara para o ex-namorado para esclarecer as coisas após o término? O que você falou e como foi a resposta dele? Comente abaixo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*