Casal discutindo

Principais Problemas de um Relacionamento Sério e o Que Fazer

Toda e qualquer pessoa que já se envolveu em um relacionamento sério sabe que nem tudo é um mar de rosas. Isso porque as pessoas que tiverem relacionamentos curtos, efêmeros não chegam à etapa dos problemas, pois nos primeiros meses tudo é lindo e camuflado pelo poder da paixão que cega as pessoas e assim eles permanecem se amando loucamente e podem terminar o relacionamento antes mesmo de se conhecerem melhor.

Porém, com o passar dos meses e a convivência constante e praticamente diária, uns começam a enxergar os defeitos e atitudes do outro e isso nem sempre agrada e gera muitas discussões, por isso que se envolver em relacionamentos sérios não é fácil e até por isso que muitos homens e mulheres optam por não se envolver de forma profunda com ninguém, para evitar problemas e a dor que é consequência do amor.

Por mais que pareça assustador ter que lidar com esse tipo de problema, na verdade, os principais deles podem ser resolvidos facilmente com uma certa dose de dedicação de ambas as partes. Para um relacionamento dar certo, a única coisa que se precisa ter é interesse em continuar junto e se doar para o outro. Tendo isso, não há relacionamento que não possa ser salvo. Não dizem por aí que tendo saúde se corre atrás do resto? Pois então, aqui é mais ou menos assim.

Veja quais os principais problemas enfrentados em um relacionamento sério e como resolvê-los abaixo. Boa sorte!

Comunicação

Este talvez seja o maior problema da humanidade no geral e não somente dos relacionamentos afetivos. Qualquer relacionamento sério irá passar por falta de comunicação em algum momento. Quando a comunicação é falha e vocês perderam aquela intimidade e rotina de conversar sobre o dia um do outro, se interessar pelo que o outro fez, deixou de fazer, objetivos, sonhos, ambições, desejos, etc, algo está muito errado.

A partir do momento que existe amor, existe interesse, por isso não se deve pensar que é só uma fase e que as coisas irão melhorar por si só, neste caso, é preciso correr atrás para não deixar que isso interfira na relação do casal.

O que fazer?

Uma conversa verdadeira e interessante é imersiva e sem interrupções. Por isso, esteja realmente interessada e desligue-se de todos os aparelhos tecnológicos (TV, smartphone, notebook, etc). Peça para o seu parceiro fazer o mesmo. Então, reservem um momento do dia para fazer essa troca diária. Pode ser no horário do jantar, antes de dormir, enfim, vocês devem decidir o melhor horário para vocês e buscarem saber coisas sobre o outro.

Faça perguntas estimulantes, force-se a prestar atenção e responda com sinceridade. Não faça nada por obrigação, a conversa deve ser espontânea. Se em qualquer outro momento do dia ele procurá-la para conversar, esteja de ouvidos e coração abertos para escutá-lo.

Sexo

Até mesmo parceiros que se amam num relacionamento sério podem ter incompatibilidade no sexo. Isso não necessariamente significa que não existe mais atração física um pelo outro, mas apenas que os outros problemas são maiores e interferem no modo como vocês agem na cama.

Se vocês brigam constantemente por falta de comunicação, problemas financeiros, tarefas domésticas ou quaisquer outros assuntos, isso pode fazer com que o sexo não seja gostoso como gostariam. O sexo também tende a piorar por causa da rotina, como por exemplo: ter hora marcada para fazer e uma posição já definida, a falta de inovação pode gerar isso.

O que fazer?

Primeiro deve-se resolver a origem do problema para ter um sexo mais gostoso. Se vocês estiverem trocando farpas o dia todo, será difícil trocarem faíscas a noite. A não ser que as brigas os excitem, caso contrário, busque resolver ou ao menos conversar civilizadamente sobre os problemas sem brigar para encontrarem uma solução. O que pode ajudar a ter um sexo mais ardente em seu relacionamento sério é fazer em horários inesperados e locais inusitados. Por que não transar depois do almoço, em uma rapidinha? E o que pensa de transar na pia da cozinha? No chão da sala? Busque essas pequenas variações e verá uma evolução sexual entre vocês.

Finanças

Esse é um problema e tanto e que tira o sono de qualquer casal. Muitos deles, quando envolvidos em um relacionamento sério, em que decidem morar juntos ou se casar precocemente, podem ver o problema logo no início. Com os gastos extras do casamento ou os gastos inerentes a morar junto como compra de móveis, eletrodomésticos, etc, pode ser que isso gere crises financeiras que atrapalhem a convivência do casal.

Se um não estiver conseguindo arcar com as despesas que deveria, se endividar e sobrecarregar o outro, ou se ambos estiverem passando por dificuldades é bem provável que as brigas e a intolerância aumentem.

O que fazer?

Nenhum casal sobrevive só com amor. O dinheiro, infelizmente (ou felizmente) é muito importante na vida de qualquer casal. É através dele que se constroem os sonhos. Por isso, se vocês estiverem apertados, passando por uma situação difícil, calma! Respire fundo e chame seu parceiro para conversar francamente sobre o assunto. A pior coisa é ignorar os fatos, por isso, conversem sobre o que está acontecendo e busquem soluções. Se for necessário, façam um empréstimo, vejam de vender alguma coisa de valor, fazer hora extra no trabalho ou arranjar algum bico para tirar um dinheiro extra nas horas vagas e, a longo prazo, planejem juntar uma poupança. Juntos e unidos vocês poderão encontrar um caminho.

Tarefas domésticas

Em um relacionamento sério em que ambos morem juntos um dos maiores problemas são a divisão das tarefas domésticas. Parece banal, mas este pode ser um dos maiores geradores das discussões da contemporaneidade. Hoje em dia é comum os casais dividirem as tarefas de casa, mas seguir à risca pode ser muito difícil para alguns deles. Além de trabalhar o dia inteiro fora, ter que chegar em casa e se preocupar com os afazeres domésticos pode realmente ser muito cansativo, mas cada um deve fazer sua parte para manter ambos satisfeitos e procurar fazer as atividades que mais gosta ou, no caso, que menos detesta.

O que fazer?

Vocês podem, primeiramente, entrar em um consenso. Se você gosta de cozinhar e ele odeia, você pode se comprometer a cozinhar todos os dias e ele sempre lavar e guardar a louça. Isso pode ser melhor para você e também para ele. Se ele odeia passar roupa, mas não se importa em lavar o banheiro, vocês podem determinar isso. Procurem fazer com que os dois se sintam à vontade com as atividades que desenvolvem e programem os dias para fazer cada coisa. Você pode montar uma tabela e colar na geladeira. Evite fazer cobranças. Se ele não tiver fazendo a parte dele, você pode perguntar gentilmente se houve alguma mudança de planejamento.

Conflito

Se existem certas manias e atitudes que você abomina no seu parceiro, provavelmente deve haver manias suas que também o irritam. É natural isso aparecer com a convivência. Os indivíduos são egoístas por natureza e individualistas, por isso, em certo momento pode ser que você só queira enxergar o próprio umbigo. Quando estiverem nesse clima, pode ser que vocês briguem constantemente, o que irá gerar um tremendo mal estar entre vocês.

O que fazer?

A tolerância deve ser praticada sempre. Ninguém quer viver num relacionamento sério m pé de guerra. Preserve a tranquilidade e harmonia do lar. Você deve aprender a respeitá-lo por inteiro, inclusive as manias, não adianta querer mudar a outra pessoa para que ela fique mais parecida com você. Aceite seu par, e as atitudes que realmente incomodarem e invadirem seu espaço você pode tentar conversar amigavelmente sem criar atritos por isso. Peça para ele fazer o mesmo com você e vocês viverão muito mais felizes um com o outro.


Você passa atualmente por um ou mais destes problemas no seu relacionamento sério? O que fizeram juntos para mudar? Comente abaixo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*