Casal parecido

Por Que Alguns Casais São Parecidos Fisicamente? A Ciência Explica

Será que existe um padrão que mede como as pessoas se atraem umas pelas outras? Bem, vamos pensar juntos, se por um lado tem gente que diz que os opostos se atraem, por outro, algumas pessoas afirmam que para manter um relacionamento bacana é preciso que os dois combinem.

E tem gente que combina tanto, que essa afinidade toda não se dá exclusivamente nos gostos pessoais ou na personalidade: alguns chegam até mesmo a se parecer fisicamente com a pessoa amada. Isso foi inclusive tema de uma lista elaborada e publicada pelo site BuzzFeed, que mostrou alguns casais de celebridades que possuem a aparência similar, como é o caso da modelo brasileira Gisele Bündchen e o marido, o jogador de futebol americano Tom Brady, e o cantor americano Justin Timberlake e sua esposa, a atriz americana Jessica Biel, por exemplo.

Mas por que será que isso acontece? Algumas pessoas simplesmente gostam de pessoas que se assemelham fisicamente a elas ou isso é apenas fruto de uma estranha coincidência?

Para trazer as possíveis respostas para essa pergunta, reunimos uma série de evidências que podem estar por trás dessa escolha “familiar” amorosa:

As pessoas gostam do que é familiar

Mesmo que você seja a pessoa mais aventureira do mundo, que goste de conhecer novas pessoas, desbravar novos lugares e descobrir as mais diferentes possibilidades de experiências, precisa admitir que aquilo que já conhecemos, que nos é familiar, realmente proporciona maior conforto.

E isso também pode se refletir na escolha do parceiro amoroso, como explicou o pesquisador de psicologia da Universidade de Stirling, na Escócia, Tony Little: “Quando você vê um rosto que se parece mais com o seu, você tende a confiar mais nele e ele aparenta ser mais cooperador.”

E os indícios não param por aí. Uma pesquisa feita pela estatística Emma Pierson estudou os pares formados em um site de namoro virtual, o e-Harmony. Ela descobriu que os usuários tendiam a se interessar por outros membros que se parecessem com eles: pessoas atraentes e em forma buscavam outras pessoas atraentes e em forma e mulheres altas tinham preferência por homens altos.

Além disso, um outro estudo de 2010, que foi publicado no Personality and Social Psychology Bulletin (Boletim de Psicologia Social e de Personalidade, tradução livre), já havia identificado que o cérebro humano processa imagens que sejam familiares com maior facilidade.

Há ainda uma pesquisa bem mais antiga, lá do ano de 1985, que a chance de que um casal tenha nomes com sons são parecidos é alta, como Maria e Mário e João e Joana ou Ted e Tracy (como dos personagens da série americana How I Met Your Mother) ou Kim e Kanye (a socialite e o rapper americanos)

As pessoas são narcisistas

O estudo de 2010 que citamos acima também mostrou que, mesmo inconscientemente, as pessoas são mais narcisistas em relação à atração que sentem por outros. Os pesquisadores pediram aos participantes do experimento que medissem a atração sexual que sentiam por fotografias de estranhos, sem saber que essas imagens teriam sido misturadas com as suas próprias fotos e manipuladas digitalmente.

Resultado: os desconhecidos das fotos que tinham sido misturadas com imagens deles próprios foram considerados os mais atraentes.

Os cientistas também fizeram o mesmo misturando as imagens dos estranhos com fotografias dos pais para as participantes mulheres e das mães para os homens, sem que eles soubessem, é claro. A conclusão a que os responsáveis pelo estudo chegaram foi que as pessoas se sentem mais atraídas por outras que se pareçam fisicamente com elas ou com os seus pais, desde que essa semelhança seja inconsciente.

Quando se trata de alguém que tem um gêmeo, essa relação da escolha do parceiro com a semelhança física pode soar ainda mais maluca. Uma pesquisa da Universidade de Western Ontario, no Canadá, descobriu que os gêmeos não somente se parecem com os seus companheiros, como os parceiros dos gêmeos são semelhantes entre si.

Está na nossa cara

Uma hipótese para a escolha de um companheiro que se assemelha fisicamente é que as pessoas tendem a desvendar a personalidade de uma pessoa pelo seu rosto e que os humanos buscam quem se pareça com eles, nesse sentido.

Por exemplo, entende-se que homens com queixo proeminente podem ter uma personalidade dominante e o sorriso e os olhos de alguém podem indicar se essa pessoa é agressiva, encantadora, divertida ou depressiva.

Está certo que aquele ditado clássico que as nossas avós e mamães já diziam “Quem vê cara, não vê coração” é verdadeiro em muitos casos, e que realmente não dá para dizer como uma pessoa é apenas analisando o seu rosto, mas vai dizer que você nunca olhou para a cara de um pretendente e já imaginou na sua cabeça como poderia ser a personalidade dele?

Quanto mais tempo juntos, mais parecidos eles ficam

O tempo de convivência em um relacionamento de anos faz com que os casais se tornem cada vez mais parecidos. Quem mostrou isso foi uma pesquisa da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, que pediu aos participantes do estudo que analisassem fotos de pessoas quando elas ainda eram recém-casadas e imagens dos mesmos pares 25 anos depois do casamento.

Adivinha só o resultado? Enquanto as imagens dos recém-casados não foram classificadas em todos os casos como de pessoas que se pareciam fisicamente, os retratos de 25 anos depois do casório foram tidos por mais pessoas como de casais com a aparência similar.

Mas será que uma mágica aconteceu nesse tempo e fez com que essas pessoas passassem a se parecer mais? Não, na verdade fatores como ter a mesma alimentação, dividir as mesmas experiências, ter os mesmos tipos de preocupação e até imitar a expressão facial do parceiro inconscientemente contribuem para que isso aconteça.

O que acontece com o passar do tempo é que as expressões adquiridas moldam a musculatura do rosto, assim como as rugas. Dessa maneira, quando duas pessoas possuem as mesmas expressões, certamente se tornarão mais semelhantes ao longo dos anos.

No final das contas isso não é uma coisa ruim: casais que se assemelham fisicamente são mais felizes a longo prazo

Por mais que você possa achar que ter um relacionamento com alguém que é parecido com você, especialmente na questão física, seja um pouco entediante, a ciência mostra que isso não é tão ruim assim. A mesma pesquisa da Universidade de Michigan mencionada no tópico anterior mostrou que os casais que afirmavam serem mais felizes eram aqueles que tinham a aparência semelhante.

E toda essa felicidade amorosa pode fazer bem até para as pessoas de fora do relacionamento. Isso porque outros estudos apontaram que quando uma pessoa se depara com alguém que se parece com o seu parceiro, a tendência é que ela a trate da mesma maneira que trata o seu amor. Ou seja, se ela estiver feliz com o companheiro, provavelmente será mais agradável àqueles cuja aparência a recorde do amado.

Você se considera parecida fisicamente com o seu parceiro ou namorados que já teve? Acredita que isso possa ser determinante mesmo para o sucesso de uma relação? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*