Casal na cama

Estou Há 15 Anos Casada com o Mesmo Homem – E Nós Fazemos Sexo Quase Todo Dia

Três meses atrás, eu estava indo trabalhar dirigindo meu carro enquanto ouvia um episódio de um podcast sobre casamento que achei realmente extraordinário. Os participantes do podcast estavam falando sobre um desafio sexual de 60 dias que eles haviam feito nove anos antes – em que eles se comprometeram a fazer sexo todos os dias durante 60 dias – e como eles haviam transformado seus casamentos para melhor. Enquanto ouvia, pensei sobre como seria fazer algo semelhante com meu marido.

Na época, estávamos fazendo sexo uma vez por semana – um pouco menos do quanto qualquer um de nós pensou que era uma quantidade saudável de sexo para o nosso casamento – mas isso não acontecia porque não estávamos interessados ​​em fazer mais sexo.

Nós temos quatro filhos – de idades 9, 7, 5 e 1 – e com ambos trabalhando em tempo integral, ambos estamos esgotados no final do dia, e além disso eu ainda estava fazendo uso de um antidepressivo que acabava com a minha libido. Fato é, eu pensei sobre tudo isso e pensei se eu realmente queria me comprometer com um desafio de 60 dias de sexo com a consciência de que se eu dissesse isso para o meu marido, não poderia voltar atrás.

Em última análise, eu decidi que o desafio só poderia ajudar nosso casamento, então, quando eu cheguei no trabalho, mandei uma mensagem para meu marido e lancei a ideia para ele. Ele estava intrigado e sugeriu que começássemos a aventura naquela mesma noite. Nós decidimos manter as regras do desafio simples: faríamos sexo todos os dias por 60 dias, exceto se um de nós estivesse doente, se estivéssemos viajando ou se eu estivesse menstruada. E sim, eu me senti muito estranha inicialmente por estar tratando o sexo de maneira tão prática.

Naquela primeira noite, quando ele terminou de fazer tudo o que deveria fazer, fui para a cama e tirei minha roupa. Normalmente, tínhamos algum momento antes do sexo como sair para jantar, ou eu colocava uma lingerie diferente, esse tipo de coisa. Mas mesmo que agora estivéssemos pulando essas partes que normalmente são muito importantes, ainda era divertido – e francamente, bastante libertador! Não havia dúvidas, não havia tensão e não havia pressão para se vestir para alguma ocasião ou planejar qualquer coisa mais elaborada.

Uma coisa interessante aconteceu apenas alguns dias após o início desse desafio, e não tinha a ver com a nossa conexão sexual e emocional: Meu marido começou a ficar muito mais relaxado e brincalhão com nossos filhos quando os colocava na cama. Quando eu mencionei isso para ele, ele me disse que ele não se importou com quanto tempo ele demorou a mais com as crianças porque ele sabia que, não importava o que fosse, faríamos sexo depois daquilo.

Conforme nosso desafio de 60 dias de sexo continuava, notei que meu marido também estava muito mais relaxado sobre outras coisas que normalmente deixariam ele não muito a fim de transar. Por exemplo, as preocupações com o dinheiro tornaram-se menos problemáticas. Ainda falamos sobre o nosso orçamento, é claro, mas essas conversas não pareciam mais tão carregadas como de costume.

Li que o sexo libera “hormônios felizes”, como a dopamina e a oxitocina, então talvez isso tenha ajudado ele a se manter calmo e em paz. Não importa o motivo, porém, ficou muito claro que todo esse sexo feito regularmente estava deixando ele mais relaxado e ajudando nós dois a nos entendermos melhor.

Quanto a mim, o sexo todas as noites rapidamente se tornou uma maneira de relaxar e se reconectar com meu marido. Na verdade, depois de algum tempo, achei que meu desejo sexual estava ficando mais forte. Acho que me sentir desejada todas as noites me ajudou a entrar no clima. Embora o sexo diário possa não parecer tão romântico ou mental como o tipo de sexo espontâneo, eu realmente achei que isso fez com que aquelas noites em que tentamos melhorar as coisas para serem ainda mais românticas estavam cada vez melhores, porque não havia nenhuma questão subjacente.

Eu não pensava que ele estava fazendo algo apenas porque precisava de sexo, por exemplo, ou porque achava que estávamos há muito tempo sem ter uma relação. Na verdade, nos dias de desafio já sabíamos que nós definitivamente teríamos relações sexuais, então, curtindo mais o tempo juntos e adicionando uma massagem ou música só porque queríamos fazer com que o outro se sentisse ainda melhor era realmente especial.

Eu também admito: uma vez que eu e meu marido começamos a fazer sexo todos os dias, houve momentos em que eu me senti muito orgulhosa de nós enquanto olhava outros casais e pensava: Nós fazemos muito mais sexo do que vocês!

Quando o nosso desafio acabou, nenhum de nós queria que ele acabasse, então decidimos continuar! Agora, fazemos sexo um mínimo de seis dias por semana, com um acordo de que ele toma a primeira atitude em três desses dias, e eu faça isso nos outros três, e então qualquer um de nós pode fazer o que quiser no sétimo dia.

Ter esse acordo sobre quem vai tomar a primeira atitude na hora do sexo é normalmente importante, uma vez que tanto eu quanto ele gostamos de nós sentir desejados. Se ele dá o primeiro passo com mais frequência do que eu, é fácil para ele acreditar que eu não estou tão a fim de fazer sexo com ele, por exemplo. Por causa dos meus antidepressivos, na verdade não penso muito em ser a pessoa a começar o sexo, então esse acordo funciona melhor para nós.

Estamos quinze anos casados – com ambos nos aproximando dos 40 anos – e estamos há cinco meses fazendo sexo todos os dias. Fazer com que o sexo com tanta frequência seja um hábito é um investimento para nós no momento, o que realmente acredito que continuará a nos servir no futuro – e continua a fortalecer nosso vínculo e a tornar nós dois mais relaxados. Por essa razão, meu marido e eu estamos empenhados em aderir a esse novo hábito sexual de todos os dias para acabar com as rotinas do casamento.

É claro, pode haver uma interrupção, um de nós pode ficar doente, por exemplo, ou precisar viajar por causa do trabalho, e é assim que a vida acontece. Se rompemos nossa série, eu sei que teremos a intenção de começar de novo. Nós já aprendemos que, se mantivermos esse hábito, continuaremos colhendo as recompensas por muitos e muitos anos.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você costuma fazer sexo com que frequência com o seu parceiro? Acredita que conseguiriam cumprir esse desafio? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Um comentário

  1. Muito bom! Eu sou casado pela 2ª vez a 27 anos,tenho 59 anos e tenho feito sexo com a minha mulher todos esses anos quase que todos os dias,ficando apenas um ou dois dias no mês sem quando ela esta menstruada.Sexo é importante por ser um momento único do casal.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*