Orgasmo de mulher

Ela Experimentou Ter 1 Orgasmo por Dia, e sua Vida Sexual Mudou Completamente

Um depoimento da norte-americana Lisa Fogerty.

Quando se trata de saúde e bem-estar, sempre fui o tipo de pessoa aberta a todo tipo de experiência. De agulhas de acupuntura, passando por novas técnicas de depilação a laser, até métodos de lipoaspiração não-invasiva, já experimentei e estive aberta a tudo isso e muito mais. Ainda que eu esteja acostumada a fazer todas essas coisas que podem parecer loucura para alguns –mas não para mim, é claro – eu nunca havia tentado a experiência talvez mais fácil, mais prazerosa e saudável de todas elas: me proporcionar um orgasmo por dia (ou seja, fazer o suficiente para manter minha vagina ocupada!).

Por um momento, isso pode parecer estranho para você, mulher que não está acostumada a se tocar e se conhecer melhor, então a primeira dica aqui é: comece a fazer isso. Quer saber por quê?

Primeiramente, vamos falar de fatos: todas conhecemos um orgasmo como aquele momento explosivo e maravilhoso onde nossa vagina é levada ao ápice de um prazer que normalmente é liberado em pequenas ondas, e por mais que isso já seja tudo o que queremos de um orgasmo, ele ainda consegue ser muito mais do que isso.

Um orgasmo é também um conjunto de hormônios poderosos como a ocitocina, o estrogênio e a testosterona, o que significa que ter orgasmos frequentemente é o que fará com que seus hormônios estejam sempre em equilíbrio, e com os hormônios em equilíbrio somos capazes de reduzir a ansiedade, melhorar nossa vida sexual, dormir muito melhor, entre outros benefícios inclusive relacionados à conhecida serotonina (esse maravilhoso hormônio ligado à felicidade).

Apenas sabendo disso já podemos perceber que orgasmos são essenciais na manutenção da nossa saúde, e é claro, da nossa calma, tranquilidade, paz de espírito, felicidade e tudo mais que você sente de bom quando sua vida sexual está em ordem.

“Ter um orgasmo por dia fará com que você fique mais feliz”, é o que diz o terapeuta sexual Dr. Draion M. Burch, que ainda acrescenta que “orgasmos são capazes de liberar dopamina, outra substância capaz de fazer com que você se sinta mais feliz, focada, motivada e ativa, ou seja, realmente ótima”.

O Dr. Draion explica que orgasmos diários podem diminuir os níveis de estresse, o que será capaz de impactar positivamente todo o seu bem-estar em diversas vias de atuação (diminuindo os níveis de cortisol, auxiliando na perda de peso, impulsionando a fertilidade, entre outros). E ainda completa que “quando você tem um orgasmo, sua frequência cardíaca aumenta, o que ajuda o seu coração a ficar mais forte e alivia a pressão sanguínea, o que quer dizer que ter um orgasmo por dia pode ajudar você a ter uma vida mais longa, melhorando inclusive seu sistema imunológico”.

Com todos esses benefícios proporcionados pelo orgasmo, o mais preocupante é quando nos deparamos com a informação de que, em média, apenas 25% das mulheres consegue ter um orgasmo durante a relação sexual, o que significa que, a não ser que seu parceiro (ou parceira) esteja realmente disposto a fazer você chegar lá, o caminho das pedras é a masturbação.

Pode parecer difícil quando dizemos assim, tão diretamente, que a masturbação é o único caminho, mas as coisas podem ser mais simples do que imaginamos, ainda que você não esteja acostumada com a masturbação. E para as que estão acostumadas e conhecem seu corpo muito bem, dez ou vinte minutos normalmente são mais do que o necessário.

Eu, por exemplo, sou casada, mãe de dois filhos menores de cinco anos, e trabalho em casa. Independentemente de como seja sua vida, não estamos dizendo aqui que você deve parar tudo o que está fazendo às três da tarde e se trancar no banheiro para ter seu momento, digamos, “saudável” do dia. É claro que todas nós temos responsabilidades e tarefas diárias, porém, encontrar um tempo para relaxar e conseguir seu orgasmo diário não é nenhum bicho de sete cabeças.

No meu caso, comecei a experimentar tirar alguns momentos para mim assim que colocava as crianças na cama, cerca de 20h da noite. Com a casa tranquila, coloquei na minha cabeça que não importava quão cansada eu estivesse, teria o meu momento de orgasmo e faria essa experiência provando que minha vida pode ser muito mais saudável e prazerosa com dele.

Uma das primeiras lições que aprendi enquanto tive esse compromisso de ter um orgasmo uma vez por dia é que o nosso cérebro é um dos principais responsáveis por nos fazer chegar lá. Não importa quão cansada ou com sono você esteja, se você trabalha sua cabeça para aquele momento, se você imagina cenas, se você realmente quer que aconteça, você trabalha seu cérebro para te ajudar a chegar lá.

Por outro lado, se nosso cérebro pode ser um dos principais responsáveis pelos nossos orgasmos, ele também pode nos atrapalhar bastante, ou seja, seu psicológico conta muito na hora de atingir um orgasmo (seja sozinha ou acompanhada). Isso significa que, a menos que você esteja em uma situação hormonal diferenciada (na menopausa ou utilizando medicamentos) você pode trabalhar sua cabeça para conseguir atingir um orgasmo mais facilmente, e essa é uma das minhas melhores dicas.

A primeira mudança que notei em mim e na minha vida sexual foi que agora eu era capaz de criar diversos cenários sexuais e fazer minha imaginação voar muito rapidamente, e isso aconteceu logo na primeira semana de experiência. Isso quer dizer que ainda que você não se conheça, que não esteja acostumada a se masturbar ou que tenha alguma vergonha de fazer isso sozinha, o primeiro passo é começar, e em pouco tempo você perceberá o quão saudável e prazeroso pode ser fazer isso, deixando inclusive o orgasmo durante o sexo muito mais fácil.

Outro aprendizado importante foi em relação ao meu ciclo menstrual, quando percebi que ele alterava significativamente meus orgasmos em relação à intensidade e ao tempo que eu levava para conseguir atingi-lo. O melhor orgasmo que tive durante essa experiência foi um dia após o início da minha menstruação. Eu demorei cerca de 15 minutos para conseguir chegar lá e foi preciso bastante cuidado, momentos de maior e menor fricção, até que aconteceu e foi um dos orgasmos mais prazerosos que já tive sozinha, durando cerca de 25 segundos, ou seja, ele realmente valeu a pena.

Os meus orgasmos mais tímidos e rápidos aconteceram nos primeiros três dias depois do fim da minha menstruação, que consegui atingir em cerca de 3 minutos, mas apesar de tímidos e não tão explosivos quanto o primeiro, não estou reclamando deles.

Indo para os benefícios relacionados à minha saúde, a experiência de ter um orgasmo por dia realmente valeu a pena. Sou uma pessoa que se exercita regularmente, faço meditação, tenho uma alimentação balanceada, mas ainda assim consegui sentir efeitos muitos benéficos em relação à minha saúde durante essa experiência.

Como exemplo, durante esse mês não senti absolutamente nenhuma cólica menstrual (o que é bastante incomum no meu caso) e não tive nenhuma noite mal dormida. Não importava o estresse do meu dia, ele ia embora logo após o meu orgasmo, e um dos meus dias mais estressantes acabou inclusive resultando em um dos melhores orgasmos que consegui ter sozinha durante esse mês.

Mas e quanto ao sexo em si? E o seu parceiro, o que achou disso? Bem, se você achou que essa foi uma experiência feita completamente sozinha, saiba que não. Apesar de ter um orgasmo por dia completamente sozinha, tive também outros orgasmos acompanhada, e meu parceiro sabia da minha experiência.

Inicialmente, fiquei um pouco insegura de contar que estava me masturbando todos os dias com medo de que ele se sentisse inseguro e insuficiente, já que continuávamos fazendo sexo normalmente. Perdi o medo, contei para ele o que estava fazendo e comecei a convidá-lo para continuar a brincadeira comigo, e é claro, ele também foi bastante beneficiado por essa experiência.

O que eu descobri de melhor em relação a isso é que eu não ficava cansada ao me masturbar, mas pelo contrário, ficava pronta para começar uma relação com meu parceiro, e como eu já estava pronta para o ato porque já tinha começado a me excitar sozinha, meu parceiro adorou o fato de poder pular as preliminares uma vez ou outra. Uma das maravilhas do orgasmo feminino é que ele não acaba logo na primeira vez, ele te prepara para mais, podendo ser o primeiro de muitos.

Porém, é importante lembrar que você não deve colocar a masturbação como algo que deve fazer caso seu parceiro não goste das preliminares, mas você deve utilizar esse artifício quando quiser, quando tiver vontade e se quiser experimentar ter um orgasmo por dia, é claro. Em casos de parceiros que não curtem preliminares, é melhor trocar de parceiro.

Como eu estava fazendo essa experiência por mim e aprendendo com os meus desejos sexuais, meu corpo começou a responder a tudo isso fazendo com que eu começasse a buscar uma maior conexão durante o sexo, o que fazia com que eu me sentisse mais sexy e segura. O sexo virou algo esperado, algo muito mais profundo e prazeroso, e eu e meu parceiro começamos a nos entender ainda melhor na cama. No fim, os orgasmos diários viraram mais do que uma experiência sobre saúde e bem-estar, mas uma experiência necessária para a manutenção do meu relacionamento.

Quando minha experiência acabou, confesso que me senti um pouco aliviada por poder passar algumas noites apenas relaxando de outras maneiras, e sim, está tudo bem em relação a isso. Hoje estou me masturbando mais do que fazia antigamente e consegui encontrar meu equilíbrio, e a cada orgasmo que tenho sozinha quando tenho vontade, me lembro que devo sempre dar prioridade a praticar meu lado sexual simplesmente porque me faz bem, me deixa relaxada, me faz mais feliz.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já pensou em ter uma experiência como essa? Acredita que conseguiria ter 1 orgasmo por dia durante um mês? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...

4 comentários

  1. Acho essa experiencia maravilhosa! Já tenho o hábito de me masturbar uma vez por mês e consigo chegar ao orgasmo rapidinho. Uso o chuveirinho e faço um jato mais forte direciono no clitóris e nossaa que delícia! Chego a gozar umas duas vezes seguidas e o que me ajuda também é imaginar que estou sendo penetrada por um homem bem gostoso, forte e bonitão. Noto que um pouco antes de menstruar fico louca pra transar, mas como estou separada e sozinha me satisfaço com o chuveirinho e logo depois fico me sentindo ótima. Relaxo muito e durmo um sono inteiro e maravilhoso. Eu amo me masturbar e aconselho a todas as mulheres!

  2. Depois que criei o hábito de me masturbar todos os dias fiquei mais segura na cama e menos estressada

  3. Eu faço isso quase todos os dias, estou solteiro e gosto bastante de sexo e pra aliviar meu tesao me masturbo sim e é mto gostoso! As vezes consigo gozar umas 3 v3zes seguidas é maravilhoso e relaxante! Inclusive so de comentar aqui ja ta me dando vontade kkkk… Ja vou logo correr pro banheiro da aquela gozada que eu adorooo…

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*