Casal entediado na cama

Ciência Afirma Que Casados Têm Cada Vez Menos Sexo!

Por mais que muita gente fale isso, tem gente que acredita apenas com base em estatística, não é mesmo? Pois então, um estudo realizado nos Estados Unidos revelou que 20% dos casais casados não tiveram relações sexuais no último mês. Trata-se de um mito já antigo, do tempo da tataravó dizer que quando se casar o sexo irá parar. Claro que existem exceções, mas com a vida dois é comum as coisas amornarem um pouco. Mas por que será que o casamento faz isso com os casais?

Um outro estudo com 16 mil norte-americanos com idades entre 18 e 60 anos revelou que as uniões assexuadas têm se tornado cada vez mais comuns e recorrentes. Surpreendentemente descobriu-se que 6% dos casais não fazem sexo por mais de um ano. Apesar da grande maioria ainda querer e preferir sexo, essa porcentagem é bastante alta para os padrões. A média de sexo entre casais casados, de uma forma geral, não é de todo ruim, pois é de 1,2 por semana. Mas, sabe-se que os casamentos assexuados, aquelas uniões afetivas sem sexo, quadruplicaram nos últimos 20 anos. Essa constatação é realmente alarmante, pois tudo indica que irá crescer ainda mais.

Em 1994, 1,3% dos homens e 2,6% das mulheres afirmaram não terem feito sexo, já em 2014 os números saltaram para 4,9 e 6,5% respectivamente, com base na mesma afirmação. Será que as pessoas estão valorizando e gostando menos de sexo? Também não é assim… Em contrapartida, não há motivo para pânico, pois talvez exista uma explicação lógica e compreensível para isso. Donelly é uma professora de Sociologia na Universidade Estadual da Geórgia e uma pessoa que se tornou uma das mais influentes e importantes pesquisadoras sobre casamentos assexuados.

Segundo a especialista, os casamentos assexuados sempre existiram, mas antes eram vistos pela ótica de outro panorama. Antes, as pessoas davam justificativas para o casamento sem sexo, como o controle de natalidade, com o intuito de reduzir a família, ou até mesmo a infelicidade como casal, mas que devido aos benefícios sociais da união ou pelo bem dos filhos, mantinham um relacionamento estável, porém sem sexo. De fato, não há dúvida de que qualquer união longa evolui e essa evolução pode, muitas vezes, interferir no sexo do casal.

Dá para fazer um comparativo interessante desse assunto com a compra de sapatos. Se você comprou lindos sapatos há um tempo, você usou quanto pôde e agora deixou eles de lado, não significa que você não o ama mais, apenas significa que você, de certa forma, enjoou, pois já sabe como se encaixa nos seus pés, com o que eles combinam e eles já estão desgastados em todos os lugares.

A fase de lua de mel acabou e isso não é o fim do mundo, isso não significa que você irá trocá-los por algo melhor, mesmo porque esses sapatos são investimentos de longo prazo e que nunca irão sair da moda, além de que é sempre bom relembrar por que você comprou e os primeiros dias que teve com eles, certo? O casamento é exatamente igual.

O casamento ou qualquer compromisso de longo prazo não deve, necessariamente, significar o fim da sua vida sexual, mas obviamente haverá uma mudança na vida sexual com uma redução das atividades, pois é assim que as coisas são, faz parte das uniões estáveis.

Uma solução é sempre tentar buscar por aventuras e sair da mesmice no sexo. Uma posição ou um local diferente já podem causar uma baita transformação na forma que o casal interage e se sente atraído pelo outro. Quando se casa, está disposto a tentar de tudo, não é mesmo?

publicidade

Como anda a sua vida sexual de casada? Antes de se juntarem, vocês transavam com muito mais frequência? Você nunca tentou nada para dar uma apimentada na relação? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 3,33 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

4 comentários

  1. Acho que a acomodação é a principal causa da queda da quantidade de sexo entre os casados,no meu caso,já variou de 1/mês (filhos pequenos),2/por semana durante boa parte dos anos,e agora depois de 14 anos casados,mantemos a média de 5 dias na semana,a principal mudança foi manter o relacionamento de namoro,maior presença, atenção, estimular o outro a ter desejo,se manter conectado com a parceira e sempre procurar manter o dia a dia do casal o melhor possível, dando liberdade,mantendo a amizade e o respeito !

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*