Mulher na cama

Tentei me Masturbar Enquanto Meu Parceiro Assistia – E Foi Isso que Aconteceu

“Foi interessante namorar um homem que queria me ver sexualmente satisfeita – com ou sem ele”.

Essa é a história de Marina*, que sempre havia visto a masturbação como algo que ela fazia em particular, e então, quando seu namorado pediu para assistir, ela não tinha certeza se realmente queria mais alguém participando daquele momento. Saiba um pouco mais sobre como essa história terminou:

Para mim, a masturbação sempre foi algo para relaxar e conseguir suprir meus desejos, porém, ou eu estava em um relacionamento e raramente me masturbava, ou então eu estava solteira, curtindo meu momento e fazia isso o tempo todo, mas isso tudo mudou quando eu comecei a namorar o Leo*.

Estávamos saindo (e dormindo juntos) havia alguns meses quando ele me perguntou como eu gostava de me tocar quando estava sozinha. “Eu realmente não faço isso quando estou com alguém”, foi como eu respondi.

“Não é que eu não goste de me masturbar ou que tenha algum preconceito ou tabu em relação a isso, mas me masturbar enquanto estou no meio de uma relação sexual com outra pessoa parecia demais para mim”.

Eu estava meio que esperando que isso encerrasse o assunto, mas o Leo continuou me perguntando como eu gostava de me masturbar, e até mesmo perguntou se eu tinha alguma técnica em especial, e aparentemente, ouvir todos os detalhes foi algo que deixou ele super excitado.

Naquele momento, a verdade é que eu tinha que admitir que era bom namorar um homem que queria me ver sexualmente satisfeita – com ou sem ele. Ainda assim, eu hesitei antes de começar a contar sobre meu vibrador prateado que tinha seu lugar cativo no meu criado-mudo, ao lado da minha cama. O fato de eu ter um amigo movido a bateria que pudesse me levar ao orgasmo em menos de dois minutos era o meu pequeno segredo, e quando eu contei isso ao Leo, ele ficou muito animado e queria saber se ele poderia me assistir usando meu brinquedinho.

Sinceramente, fazia um bom tempo desde a última vez que eu tinha usado meu vibrador, afinal, eu estava com alguém agora, resolvi não arriscar e pensei até que a bateria pudesse estar ruim a essa altura.

Poucos dias depois da nossa conversa, chequei meu pequeno amigo prateado, e ele estava em bom estado de funcionamento. Resolvi matar as saudades dele, já que eu sabia que seria rápido e eficiente como sempre. Depois de me fazer gozar, pensei: “Talvez o Leo esteja certo, talvez a masturbação possa e deva ser parte da minha vida, mesmo enquanto eu estou em um relacionamento”.

Nesse momento, mandei uma mensagem para o Leo com uma foto minha e do meu vibrador perto da minha vagina. Poucos minutos depois, recebi uma onda de respostas animadas e cheias de excitação do Leo, e mais tarde, ele foi para a minha casa, e fizemos nosso melhor sexo até hoje.

Porém, a história não termina aí, e a verdade é que apesar de ter gostado de fazer essa provocação, eu ainda não estava pronta para realmente me masturbar na frente do meu namorado.

Eu conversei com a minha melhor amiga sobre isso, e ela concordou que a masturbação, embora às vezes possa ser parte de uma relação sexual, é uma coisa super íntima a se fazer na frente de outra pessoa. “Você está revelando outro lado de si mesmo que você não deixa as pessoas verem”, foi o que disse minha amiga, e eu sabia que ela estava certa.

O tabu da masturbação nesses casos atinge muito mais nós mulheres do que os homens, e nesse momento me lembrei que já havia visto muitos caras com quem mantive relações se masturbarem na minha frente sem o menor problema, enquanto eu sempre guardei esse momento só para mim e fazia às escondidas. Eu realmente não sabia como iria me sentir caso decidisse me “expor” dessa maneira.

Logo na outra vez que encontrei o Leo, ele veio para minha casa e preparou o jantar para nós dois, e ainda teve o cuidado de iluminar o quarto com velas para deixar tudo mais romântico. Eu disse a ele que eu não queria que aquilo fosse como um “show” para ele, mas que se ele se comportasse bem eu deixaria que ele assistisse.

Começamos a nos beijar, tiramos a roupa, e por um tempo, parecia que estávamos fazendo as preliminares de sempre. Mas então, sem dizer uma palavra, eu fiquei de quatro, coloquei minhas mãos na minha vagina e comecei a me tocar, fazendo círculos pequenos no meu clitóris da mesma forma que eu fazia quando ninguém estava olhando. Senti os olhos do Leo em mim, e isso realmente me excitou; Saber que ele estava vendo e ficando excitado deixava tudo muito mais sexy.

Depois que eu gozei, fiquei deitada na cama, e o Leo olhava para mim com uma expressão meio atordoada e me disse que ele nunca tinha visto nada mais excitante na vida dele.

Eu acho que se você está com a pessoa por alguns meses ou anos, se masturbar na frente de alguém ainda pode ser uma experiência assustadora, mas para mim, acabou sendo uma das coisas mais sexy e prazerosas que eu já fiz!

Se o seu parceiro tem interesse e se mostra aberto a isso, porque não apimentar as coisas e experimentar ser ainda mais a atração principal, mesmo que você esteja pensando só em você e no seu prazer? Nós mulheres temos que aprender que nosso prazer também importa e temos que mostrar a nossos parceiros que podemos ser ainda mais sexy do que eles imaginam. Se você se sente bem com a ideia, vá em frente e experimente!

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já se imaginou se masturbando na frente do seu namorado, como uma forma de preliminares? Sabe qual a opinião dele quanto a isso? Será que ele se excitaria? Comente abaixo!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,25 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*